Agora nem nómada, nem emigrante.


domingo, julho 24, 2005

Poetry

As palavras que encontro neste meio de comunicação social revelam-me que há muita gente a escrever poesia...

Espero ansiosamente por uma inspiração que não chega para passar para aqui as coisas que me vão na cabeça...

Hoje posso falar de dois amigos singulares de seu nome José Carlos (koala) e Fernando que não vos são estranhos, mas que me fizeram sentir verdadeiramnete acolhida e com um porto seguro em dias de nervosismo.

Quero e anseio que todos os que caminham lado a lado deixando as suas pegadas no meu coração me demonstrem tal supremacia, se assim o sentirem! Daí tão bom gostar de um reconhecimento que os sorrisos me dão... os vossos sorrisos do tamanho de dentes e lábios expressivos!

Agora vou a cimema, que é uma coisa da qual gosto muito!

Obrigada pela atenção... a poesia voltará...

3 comentários:

Orfeu disse...

Muito obrigado pelas tuas palavras doces, obrigado por chegares às minhas Ruas. Volta...a sério. Eu voltarei para ler a tua poesia.
Beijos

Rita disse...

(:

Anónimo disse...

Very cool design! Useful information. Go on! »