Agora nem nómada, nem emigrante.


domingo, junho 04, 2006

Nunca estou só



Existirá sempre um pedacinho daquele azul em mim, pois sou feita de tudo o que já senti e já aprendi, mesmo que já tivesse sido o tempo do azul de determinada pessoa.
Virá alguém que me fará ouvir música de guitarras, que se deleitam com o prazer de sussurar moradas e destinos ousados e bravios... E mais uma linha será escrita a seguir à outra...
Seria eu capaz de passar toda a minha vida sem me apaixonar?! Esse pensamento não existe numa pessoa como eu. Já me apaixonei tantas vezes, que não sei como seria não acontecer...
Quando estou "assim", entre sentimentos fortes, ou seja, quando já não os sinto, mas sei que vou voltar a sentir, sinto uma segurança enorme na vida que carrego e que imponho, não pondo nada em causa.
No entanto, existem alguéns, que sofrem mesmo ao meu lado e, debaixo dos meus olhos, não posso minorizar essa dor, mas a minha "missão" está sempre relacionada com os outros.
Ainda não cumpri. Não. Mas, a cada dia que passa, sinto que estou no lugar, onde deveria estar. Mas, outras vezes, parece que estou a viver noutra vida. No entanto, nunca deixou de ser a minha.
Declaro a presença de anjos a colorir o meu caminho. Não existem porquês. Esses são os que fazem simplesmente parte. Preciso e necessitam-me... Resisto à ambiguidade das reticências.
Não deixarei de me permitir de sentir, seja o que for, pois só assim a intensidade continuará a ser parte de mim. Meu ser estará sempre ao meu próprio alcance, mesmo quando me escapo.
A dormir sonhei novamente com caras que desconheço. Acho que sempre me aconteceu. E com um sorriso, não apenas sobrevivo, mas vivo a cada dia de sonho na alma e...
Eli Rodrigues
:)
P.S. Foto de Eli.

40 comentários:

Salvador disse...

Cada visão leva-nos
A perguntas
a constatações
A certezas,
Quantas certezas!
Quantas duvidas!
Somos parte de um panorama
confuso,misterioso,e por vezes lindo.

bjs

Musician disse...

Nos somos um todo, sem duvida!
Um beijinho*

Betty Branco Martins disse...

Querida Eli

"Nunca estamos sós". É uma verdade - por nós - muitas vezes esquecida.

Porque aquela sensação de estarmos "sós" nos assalte o espirito, algumas vezes.

No grande mistério da vida - nunca esqueças - "Nunca estou só"

Beijinhos

lena disse...

esse pedacinho estará sempre contigo

e sonhar é tão bom Eli e é lindo

beijinhos para ti doce menina que escreve com tanto sentimento

lena

Um outro olhar disse...

"nunca estou só"
"mas vivo a cada dia de sonho na alma "


dizes tudo

...


:)

GK disse...

Percebo cada uma e todas as tuas palavras!!!

Posso adicionar o teu blog como link no meu?

Felicidades.

GNM disse...

Confesso-te que, certamente por
incapacidade intelectual, tenho
imensa dificuldade em entender
alguns dos teus textos. Este
é um deles...

Mas quero deixar-te um sorriso
enorme de boa semana...

E um CHUUAAK!

P.S.: Estou a olhar o teu desenho
preso à minha parede...

B r Ï z a disse...

ola!!
tem uma boa semana Eli..
jinhos

miosotis disse...

Gostei do teu texto! Se fabulado, mt inteligente! Se vivido, mt 'frio' em função de ti própria e dos outros [vês seres ao teu lado q sofrem e ñ ficas sensiblizada?!! Nada podes fazer?!!]
Acontece! Há seres assim... [assumo a ambiguidade das reticências].

De acordo com a presença dos 'anjos', esses a unica passagem sensível de teu texto! Existem e existimos!!

[ao som de 'A way of life' da banda sonora de 'The Last Samourai']

P.S. Desculpa, mas costumo dizer sp o q sinto. Vi-te sp até hoje como um ser mt sensível e de repente, um outro ser me ' bateu de frente '!!]

MiguelGomes disse...

As caras que desconheces nos teus sonhos, serão os rostos que vislumbrarás amanhã...

Fica bem,
Miguel

Sparkling disse...

Olá Eli!
Muito bonito o post!
Continua a escrever assim é sempre bom ler-te!
Bjs

Ritchie disse...

sabes, eu realmente também penso como tu...eu não seria capaz de viver a vida sem me apaixonar, e apaixono-me muitas vezes... por uma musica, por um aroma, por um sentimento, pela luz do sol ou pela chuva que cai... mas não só.
embora pense deste modo as vezes vejo que sou surpreendido e em vez de me apaixonar fico completamente rendido, não a nada destas coisas que te disse mas rendido á pessoa k amo neste momento e com kem compartilho as outras coisas que me apaixonam fazendo com que o seu significado seja ainda maior, amo de uma maneira totalmente inesperada em mim e que me deixa muito feliz, estou seguro que já te aconteceu o mesmo.
Quanto à nossa missão, estamos aqui neste mundo para ajudar e ser ajudados. Embora estejamos longe, naquilo que puder ser util, count me in!!
beijinhos

Natureza disse...

Olá. Nunca vi esse blog nem sabia que tinhas outro blog.
Em relação do meu poema, eu escrevi essa poema ha bastante tempo e depois eu vi o word que estava guardado e entao me decidi a publicar... Estou bem, a serio. Obrigado

Santinha disse...

;)

Beatriz disse...

e na foto... são corvos?

Natureza disse...

Desculpe, eu pensei que eras uma pessoa com quem conheço mas afinal... Acontece é Nacional e fora de Nacional usam Eli por isso faz confusão, desculpe. Em breve visitarei o teu blog... Se eu gostaria teu, eu posso linkar-te?
Beijos.

Isa&Luis disse...

Olá menina,

Gostei muito de ler o teu sentir.

Temos a capacidade de nunca estarmos sós


Jinhos fofos

Isa

Sea disse...

apenas um :) Eli.
beijoca

RPM disse...

A Eli está a passar por uma fase menos boa.....

nada como seres positiva...vais ver que as coisas mudarão....para melhor...e faz como os cagarros....voa, voa, voa

beijo

RPM

Dani disse...

E que mistérios encerras tu?

Beijinhos

alice disse...

querida eli,

inevitavelmente, leio-te de maneira diferente agora

pode não fazer sentido, mas é a verdade

espero que estejas bem

um grande beijinho

alice

Isa Calixto disse...

Um beijinho, um sorriso...
pensar: "Nunca estou só!" é preciso!!!

Bel disse...

Já sonhei com alguem que nao sei o rosto. Sera esse o sonho de toda avida?

Doces Momentos disse...

Mesmo quando nos sentimos sós, existe sempre alguém que nos ilumina o caminho.
Gostei muito.
Beijito doce

AS disse...

Eli, A vida é uma surpresa permanente, mas essa imprevisibilidade é que torna cada dia mais aliciante! Podes crer que nunca estaremos sozinhos, mesmo quando recolhidos no pensamento!

Um belissimo texto!

Beijos

pintoribeiro disse...

Bonito. Com a perca do blogue tinha-te perdido o link. Bom dia, bjinho.

Nilson Barcelli disse...

O teu texto abre tantas possibilidades de comentar que é quase impossível, num pequeno espaço como este, fazê-lo com uma abrangência significativa.

Dois aspectos apenas, por isso, mas que me "sinto obrigado" a referi-los:

Apaixona-te sempre. Seja por outra pessoa ou pelo trabalho que fazes diariamente. Sem isso, a nossa vida é muito vazia e até custosa.

A tua missão não deve estar sempre relacionada com os outros. Serás pouco egoísta? Mas olha que é preciso algum egoísmo, de contrário passarás a ser uma marioneta...

Beijinhos.

Carla disse...

Hoje entendo-te mais que nunca...acredito sim que como tu,nunca estou só e apaixonarmos-nos em tão bom a qualquer altura,sempre e sohar Eli ... são os sonhos que comandam a vida?
Beijo

blue note disse...

Ups...

forte muito forte. qual rajada eis-te aqui assim. é pegar ou largar. eu pego. fico. percebo. sorrio.

menina que diz quando não se espera que é tantas coisas ao mesmo tempo.

o meu beijo para ti sempre.

blue note disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Amaral disse...

Também acho que nunca estarás só, que o azul te envolve, que o amor não é possível ausentar-se, que a segurança sempre fará parte da tua essência.
Quisera estar com os teus anjos, os teus sonhos, as tuas certezas. Quanto sorriso podemos ver na tua alma, naquilo que és, no calor do quanto sentes, perante as coisas e perante as pessoas…

Apeles_E disse...

hoje disse numa aula q n queria viver eternamente mas q queria ser para sempre recordado. através das pequenas coisas. *

Kalinka disse...

ELI
Que bom voltar a te visitar, já tinha saudades de te ler.
E, tu mesma dizes que nunca estás só...é lindo sentires isso.
Depois de te ler, comecei a acreditar que também nunca estou só, pois sou feita de tudo o que já senti e já aprendi.
Também faço a mim mesma muitas vezes esta pergunta:
Seria eu capaz de passar toda a minha vida sem me apaixonar?!
E, a minha resposta é precisamente igual à tua...
Já me apaixonei tantas vezes, que não sei como seria não acontecer...
Beijokas minha Amiga.

Nelsinho disse...

Ah! O azul que em sonhos se mescla com a minha realidade!

Realidade de muito mais da metade da minha vida!

Teus textos e poemas continuam sendo um bálsamo...

(Obs.:Reticências sem ambiguidades!)

Bjs
Nelsinho

Roderick disse...

Passamos a vida à espera de ter tempo...
e o pior é que o tempo que esperamos,
é tempo para o essencial...

Clife disse...

(: *

pensamentos do João disse...

Ainda te vais apaixonar mais cedo do que pensas,o amor aí não toca apenas uma pontinha de felicidade sim,
e vais ser feliz como qualquer ser humano que por aqui neste mundo vagueie sabias?
então ficas a saber ;)
Vive esse sonho aqui na realidade e não aqui,pois não te faz bem,acredita,
este mundo é bastante irreal para ser vivido com imenssa paixão eli,
Nunca estarás só neste mundo nem no de fora,haverá sempre alguem que gosta de ti,e no fundo aposto que tens lá fora alguém que te ame de verdade,mas que ainda não o queres ver...
O tempo marca nos mas protege nos ;)
desculpa a minha ausência no teu mundinho ;)
Um beijinho ;)
desejo te um bom fim de semana ;)
e sorri mto ;)

André Ferreira disse...

Que caras são essas que ao dormires vês sem reconhecer? O conflito entre a paixão e algum racionalismo levam a distâncias maiores até do teu próprio ser. Talvez na paixão esteja o nosso centro, ainda que esse centro esteja fora de nós.
Beijinhos

Anónimo disse...

I really enjoyed looking at your site, I found it very helpful indeed, keep up the good work.
»

Anónimo disse...

best regards, nice info »