Agora nem nómada, nem emigrante.


sábado, fevereiro 10, 2007

"Aterrada"

Como poderia eu não inspirar
Uma imensidão tamanha?!
Como poderia eu deixar
De inalar a minha vida amanhã

Passinhos pequenos
Pegadas marcadas
Na água?

Ela apaga pegadas na areia
Mas eu caminho sobre rochas
E enterro-me!

Volto à terra, para a seguir
partir
por esse mar
Sem ter medo de naufragar!

Eli

:)

Fotografia de Eli tirada na Ilha de S. Miguel.

9 comentários:

Daniel Aladiah disse...

De velas desfraldadas, quais véus cobrindo a nudez que desponta na transparência da água, em volta do corpo...
Um beijo
Daniel

PoesiaMGD disse...

"Arrepiadoramente" belo!
Um abraço

Anónimo disse...

Ainda bem que voltas-te, é sempre bom ter-te de volta:)
Eu sei que não tens medo de naufragar...és uma boa marinheira da vida...e admiro-te por isso.
bjs
Susana - Aveiro

GK disse...

Bela imagem. As duas.

MiguelGomes disse...

Tenho saudades de São Miguel :)

Fica bem,
Miguel

Salvador disse...

Lindo, simplesmente lindo

bjs

Nelsinho disse...

Elinda,

Adoraria conhecer as ilhas, fazer muitas fotos e nelas colher um pouco de inspiração.

Em terra agora!

Nelsinho

.*.Magia.*. disse...

Olá Eli...

Os naufrágios ensinam-nos a sobreviver...
É a precaução que nos dá força e saber para aguentarmos a prova!!

Linda foto!

Uma beijoka mágica!

.*.Magia.*. disse...

Olá Eli...

Os naufrágios ensinam-nos a sobreviver...
É a precaução que nos dá força e saber para aguentarmos a prova!!

Linda foto!

Uma beijoka mágica!