Agora nem nómada, nem emigrante.


sábado, abril 07, 2007

...fui, Fomos, sou...



Alternas os pontos e as decisões

Pegas nos botões das máquinas

E soletras algodão

Nem sei que disfrutar

Que pormenor agarrar

Esfregá-lo nas paredes loucas

Da noite solitária

E...

Vou-me com pouco

Sendo muito mais

Em desejos

E sonhos

Voar!!!

...

Num canto dos meus pensamentos

Um passado ergue-se e provoca-me sorrisos

Lembrar-me le alguém que me soube sorrir

Como sou, como fomos

O "nós" traz-me memórias "irritantemente"

Inesquecíveis!!!

E o Sol que se levanta além

Esconde as estrelas admiradas

Numa das mais belas e confortáveis

...

Estradas.

:)

Eli

12 comentários:

susana - aveiro disse...

EU ser a PRIMEIRA:)
Gosto mais do post pulsar...
bjs

Daniel Aladiah disse...

Querida Eli
E todo o sonho tem a sua realidade?...
Um beijo
Daniel

Anónimo disse...

Viajo contigo, no pensamento e no coração...

Beijo grande
:)

Letas

sonhadora disse...

Gosto de poesia.Faz parte do sonho.
Beijinhos

o alquimista disse...

No sublime das tuas palavras me embriago...estive ausente por motivos de saúde...agora cheio de força e paixão cá estou...


Doce beijo

o alquimista disse...

No sublime das tuas palavras me embriago...estive ausente por motivos de saúde...agora cheio de força e paixão cá estou...


Doce beijo

Joaquim Amândio Santos disse...

O NO BALANCEAR CÓSMICO DO MEU CÉREBRO ERGO OS PILARES DA DANÇA DO MEU CÉU!

F. Santos disse...

Que bom é voar no algodão minha amiga...

Shadow disse...

Sol e estrelas, coisas mais bonitas que podemos admirar.
Lindas palavras.
Um beijo enorme.
Shadow!!!

Alma Negra disse...

O passado assombra sempre a nossa mente conturbando a realidade e fazendo-nos regressar no tempo, regressar ao passado.
Este negro passado que tende em não nos largar, em não me largar.
Um beijo sentido desta Alma Negra.

PoesiaMGD disse...

Mem+orias... quem as não tem?! E são sempre assim...
Um beijo

Miguel disse...

Bonito, de novo!

Existirá algo mais intimamente nosso do que as memórias?