Agora nem nómada, nem emigrante.


quarta-feira, maio 09, 2007

Alegria

Num momento, a ansiedade
No outro, o sorriso
Comunico a capacidade
De aturar um "indeciso"
.
A força da coragem de conseguir
Um pântano num momento
E, logo noutro bem a seguir
Transformar o pensamento
Numa linha de originalidade
Pronta a navegar tanto no tormento
Como na alegria da positividade
.
Lembrar-me que tudo pode mudar
De uma forma surpreendente
Pode tudo menos estagnar
E viver o futuro, no presente
.
Eu sei que as minhas pegadas
Serão alvo de observação
Mas, jamais serão apagadas
Por quem as olhou com o coração
.
As minhas palavras serão rasgadas
Quando escritas em papel
Mas, as gargalhadas lembradas
Por quem as pinta com tons de pincel
.
E a perfeição é pedaço de homem desejado
É uma nódoa numas calças de trazer por casa
É aquele que por mim for mais cobiçado
Antes de outra o ter reparado
.
E ser feliz é simplesmente normal
Não é uma excepção para um dia qualquer
É um hábito de sentir um temporal
Arrepiar-me mesmo quando não está a chover
.
Conversas "Top Secret" entre linhas sem poesia
São cheiro a mar, suspiro e maresia
... a Amizade todo o dia a fazer pontaria
E a acertar em cheio no meu sonho de fantasia
.
Meu jeito de atirar para aqui as letras e tentar
Deixar uma réstia daquilo que vivi hoje a sorrir
É uma saudação musical merecida, ao acordar
E simplesmente emocionar-me apenas por sentir.
.
:)
.
Eli
.
P.S. Imagem de Eli (tal como as outras).

5 comentários:

Clife disse...

Não resisti em ser o 1.º comentar! [risos.

=)

[abraço "fotiii"!]

Clife disse...

E o 2.º também! [risos e mais risos num sorriso Rrrande!!!]

[e lá vai mais um abraço "fotiii"!]

Clife disse...

E o 3.º também!!!!

Pois hoje levo o oiro a prata e o bronze!!!

E tudo pra mais um [abraço gigante!!!!!]

mixtu disse...

bonito texto
alegria, amiga
sabes que (mais) as mulheres sót~em que sorrir, sejam louras ou meias-louras, é indiferente
yayaya
poesia
e desculpa "meu jeito"

Trebor disse...

Eli

Agradeço o coment. reflectido no meu espelho.
Quanto a este poema... tem que se lhe diga, achei-lhe beleza e profundidade e tb. de algum modo me identifiquei com a mensagem transmitida.

Um abraço de 4 folhas :)