Agora nem nómada, nem emigrante.


sexta-feira, janeiro 02, 2009

Hope


As palavras que poderia respirar aqui sujeitavam-se a estar minadas por sentimentos contraditórios. Escrevo e apago, porque não quero ser demasiado explicita sobre algo que não sei explicar!
Há um lugar onde me encontro com a timidez e somos uma só na descoberta de um caminho com perguntas e respostas.
Posso dizer que "estarei sempre lá para ti"?
As promessas não me matam a sede.
A sedução mora longe de premonições gentis.
Entalo os dedos nas margens dos sonhos, para andar mais uns passos cambaleantes que me matem os ciúmes e as dúvidas.
Por que é que as danças são tão simples e leves, desprovidas de respostas e imagens reflectoras?
Haverá sinal tatuado em rocha falante?
Ou será um corpo embebido num copo fresco de nada?
Eli

17 comentários:

Paula Raposo disse...

Muito bonito o teu texto. As dúvidas que vamos tendo ao longo da vida e que nunca serão certezas. Beijinhos.

Amaral disse...

É difícil não ser, quando se é sempre...
Mas a dúvida nunca vai cruzar a porta e permanecerá nossa vizinha, enquanto houver um pensamento vivo e uma palavra para escrever...
Promessas e sedução num lugar de esperança, onde dançam os ciúmes e as dúvidas... e onde um copo espera a sua vez...

Nilson Barcelli disse...

As dúvidas matam-te...
Tens que ser mais auto-confiante.
Um excelente 2009 para ti.
Beijo.

Miguel disse...

Gostei desse texto :D

Beijinho e Feliz 2009 :D

Daniel Aladiah disse...

Querida Eli
... e vai-se lá saber... mas que essa esperança de concretize em 2009, são os meus desejos.
Um beijo
Daniel

As Chamas do Fénix disse...

Posso dizer que "estarei sempre lá para ti"?
As promessas não me matam a sede.

Muito bom mesmo...Parabéns

Uma Grande Chama para ti...Beijos

As Chamas do Fénix disse...

Posso dizer que "estarei sempre lá para ti"?
As promessas não me matam a sede.

Muito bom mesmo...Parabéns

Uma Grande Chama para ti...Beijos

paradoXos disse...

gostei do texto, não creio que duvidar mate porém, torna-nos curiosos, indecisos mas... à procura - provavelmente...



- dú-VIDA!!


beijinhos fraternos

PoesiaMGD disse...

Um texto de qualidade! Gostei!
Abraço

Eli disse...

Paula Raposo

Nunca serão certezas?!

Oh...

Eli disse...

Amaral

Para ser bebido, não é?!

:)

Eli disse...

Nilson Barcelli

Sou uma pessoa decidida no campo profissional, mas no pessoal, as dúvidas são uma constante.

:)

Eli disse...

Miguel

Happy too :)

Eli disse...

Daniel Aladiah

Obrigada. Feliz ano!

:)

Eli disse...

As Chamas do Fénix

:)

Já andei pelo teu blogue...

Eli disse...

paradoXos

A dúvida não é uma certeza!

lol

:)

Eli disse...

PoesiaMGD

Os reforços positivos fazem, sem dúvida, parte da minha vida!!!

:)

Obrigada!