Agora nem nómada, nem emigrante.


terça-feira, maio 18, 2010

Caminhando levemente...



Levantar o corpo. Seguir a alma. Que bom é estar viva e conseguir manter o equilíbrio. Quão importante sou e me sinto quando alguém procura o meu sorriso e me vê tal e qual sou. Lembro-me das histórias que conto, da entoação que lhes dou. Aproximo-me das pessoas, partilho partes da minha vida. São os meus pequenos tesouros, as minhas vivências. Gosto tanto quando alguém de quem gosto me lê/ouve e me sente, me envolve, me torna sua, nem que seja apenas por um bocadinho. Sou uma felizarda por ter tantas pessoas a gostar de mim. Valorizam cada momento que lhes entreguei, cada gargalhada que soltei ao mundo, cada pedacinho de mim. De vez enquando, desconstruo-me e recomeço a construção de um ponto qualquer. Afinal, o que importa é não ficar parada e aproveitar a abertura que os outros me dão para fazerem parte!

Eli

:)

Música do Momento, que não estava a ouvir quando escrevi o post, mas que encaixa. Por isso, vim aqui, sorrateiramente, a meio da noite, partilhá-la.

9 comentários:

izzie disse...

L todas as palavras, senti-as.
Mas fiquei aqui: "Que bom é estar viva e conseguir manter o equilíbrio."

Como eu gosto de me lembrar de vez em quando, e de lembrar os outros: "Sou sortuda".

Beijinho,

Poetic GIRL disse...

Gostei muito deste post, senti-me assim a caminhar ao teu lado e de certa forma até estou. Ao ler um bocadinho teu todos os dias é como se caminhassemos juntas. Obrigada pelas palavras que deixas-te lá no cantinho e sim também este é um dos cantinhos de eleição meu... bjs

Celisol disse...

Dás-me boleia?
Prometo que quando for necessário leio eu o road book :)
beijinhos

Anónimo disse...

Amiga Eli!
Sinto-me uma dessas pessoas que fazem parte da vida.
Fez-me bem aquele pedaço de conversa que tivemos à uma semana atrás, mas uma chamada também esperava por ti.
Continuas a fazer-me falta.
Estou sempre disponivel para ti, embora ache que por vezes tens receio de incomodar. Sim, porque só partilhas quando eu ligo... Vou dar-te na cabeça. Alivia a nossa dor. Os amigos devem ter essa qualidade.

Todos os dias penso em ti naquele lugar que partilhámos de forma comum durante algumas semanas...

Beijinhos!
Nita

Eli disse...

izzie

Sim. Eu dou valor... embora nem sempre se apercebam disso!

:)

Eli disse...

Poetic GIRL

Obrigada pela partilha, disponibilidade, presença...

:)

Eli disse...

Celisol

Embora!

Olha que não levo toda a gente na minha "Bomba"!

:)

Eli disse...

Nita

Sabes, eu penso que enquanto estiveres aí, estarás a viver as memórias com uma intensidade diferente da minha. Eu lembro-me com muito carinho, sorrindo até...

Claro que me sinto em falta contigo, por vezes, mas nem sempre me dá para falar. Tenho dias e dias em que só quero permanecer na rotina e no afastamento para que o tempo passe igual. No entanto, quero também estar contigo, muito, tu sabes.

:)

Anónimo disse...

Podemos ser ricos , influentes, poderosos , génios em qualqer área de actividade,...Whatever..., mas se não tivermos amigos, somos ''pobres''.
Não sou daqueles que se gaba de ter 100 amigos,mas gabo-me de que, os poucos amigos que tenho , são AMIGOS de verdade.
Os amigos , a familia que escolhemos, são uma parte muito importante e valiosa da nossa vida, por isso há que saber preservá-los e valorizá-los devidamente.
:)


em_segredo