Agora nem nómada, nem emigrante.


quinta-feira, junho 17, 2010

Romance?!

Imagem de Eli

Se calhar, aquele sonho que trazia no carro é como os irrealizáveis. Existem, assim como as músicas utópicas e românticas, mas é lá, naquele lugar, onde estou sempre que viajo. Se calhar, o meu estômago sente-se enganado e não sabe o que é fechar os olhos sem reparar na naturalidade. E... ainda as reflexões, os receios, aquilo que eu anseio. O romantismo procura-me e eu toco-lhe na face, admirando-o. Quero passar ali e sentir-me segura.

Eli

:)

3 comentários:

Anónimo disse...

Ao contrário de ti , acredito que o romantismo, assim como o Amor e Amizade, se encontra naturalmente, sem que se tenha que procurá-lo. Procurar? Como e onde? Até se pode procurar , mas corre-se o risco de se encontrar um romantismo ''fabricado'', em vez daquele tipo de romantismo que , para quem o tem , se revela sem esforço, nas mais pequenas atitudes e gestos.
:))

em_segredo

Poetic GIRL disse...

Até poderão existir sonhos irrealizáveis, mas são sempre nosso enquanto permanecem em nós... bjs

Olga disse...

Quando se abre o coração o amor acontece. Beijinhos.