Agora nem nómada, nem emigrante.


segunda-feira, julho 12, 2010

Velejamos


Gostava de fazer só o que me manda a razão, mas ela baralha-me e eu vejo-me confundida. Parece que prefiro naufragar contigo em vez de velejar com que me convida. Sinto-me dividida entr vários parágrafos e sei que não quero deixar para trás algo que me faz sentir tão bem. Quem quis a perfeição, questionou-se vezes demais sobre a sua inexistência. Brindo aos nossos momentos felizes e... está tudo em aberto.

Eli

:)

5 comentários:

Poetic GIRL disse...

Toca a perseguir a felicidade... beijoca

Poetic GIRL disse...

Tens andado ausente, espero que esteja tudo bem... bjs

Anónimo disse...

''O coração tem razões que a própria Razão desconhece.'' Bonita frase , não é? Inventei agora mesmo rs.
É uma confusão danada quando razão e emoção colidem. A qual devemos dar ouvidos?
Não sendo possível conciliar as duas - e muitas das vezes isso é impossível- o melhor mesmo é...
Sei lá! :P
:)


em_segredo

Eli disse...

Ah... eu persigo, só que perco-me... fico muitas vezes sem saber... muitas coisas.

:HUG:

:)

Eli disse...

em_segredo

Precisamos das duas. O problema é perceber quando devemos ligar mais a uma e menos a outra!

:)