Agora nem nómada, nem emigrante.


quinta-feira, fevereiro 17, 2011

Last Year

Imagem de Eli

Excepcional. Sim. Eu podia ser. Podia. Não quero. Até podia dizer outras coisas e mudar algum sentido e usufruir do rumo da viragem e da oportunidade. Mas, não quero. As raízes que me pertencem, mas regras que não são minhas, os dedos, o toque. Tudo está assim para que o meu coração sinta. Preciso de o sentir sempre. Passa um ano do abraço. As pegadas derreteram, os sorrisos apagaram-se. E eu? Permaneço fugidia. Eu sabia que era melhor dizê-lo na altura, com uma capa de ferro e espada em punho. Tempo depois não ajuda, não alivia. Sem explicações... um lugar será um caminho, um sinal...

Eli

6 comentários:

mfc disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
mfc disse...

Tudo tem significado e tu és uma pessoa muito atenta a esses sinais.

izzy disse...

olá :) convido-a a visitar o meu blog de artesanato/bijuteria (com camafeus, entre outros)

www.atelierizzy.blogspot.com

obrigada :)

Eli disse...

mfc

Obrigada por reparares. Afinal, mesmo reparando em alguns, muitos outros nos passam ao lado.

:)

izzy

A isso chamo PUB!

lol

:P

Anónimo disse...

Sinais a mais , contraditórios , podem levar a graves acidentes e provocarem desorientação a quem os tente interpretar.
Se falo de sinais de trânsito? Não.
:))


em_segredo

Eli disse...

Não.

:)