Agora nem nómada, nem emigrante.


domingo, fevereiro 17, 2013

Poemas Estúpidos

Poemas estúpidos
Que não são poesia
Nem sei que são
Qualquer porcaria

Atirei-me para aqui
Sem parar de escrever
Num pensamento, fugi
Só por não te ter

Porque a ansiedade
Perturba-me a rotina
é uma tamanha saudade

Preciso de me afastar
Esquecer...

Eli

2 comentários:

Nelson Rocha disse...

(Risos),

digo-te que me ri porque quero que saibas,

e porque entendo a necessidade de esquecer,

ante ela, ante tudo rir, somente rir, sem propósito acelera o tempo,

cumprimentos,
NR

Eli disse...

NR

O que vale é que mantenho também essa capacidade de rir daquilo que também choro e essa dualidade que ainda me mantém num equilíbrio qualquer, ou não fosse eu uma fugidia de coisas menores de solidão, desespero ou outras tretas ligadas à depressão!

Agradeço que o digas! Fá-lo sempre! :)