Agora nem nómada, nem emigrante.


sexta-feira, setembro 30, 2005

Chuva

Quando vem a chuva para resolver
As mágoas do pensamento?
Quando vem ela para retomar
A sensação de conforto no tormento?

Espero-te em casa, porque aí as minhas lágrimas
Cairão em almofadas velhas e usadas...
Prefiro o aconchego do frio, às horas passadas
A sonhar em segredo...

Chuva que é tecto de beijos salgados,
Que mostra o romântico do medo,
Que espera ansiosamente,
Por nos no ver apaixonados!...

E sabia tão bem o quente do teu cobertor...
O abraço que me davas à porta...
Exaltei-me com o nosso amor,
Mas, de sonhos estou morta!

Só lá estarei à espera de letras
Que me enviares em nuvens
Tal como os sinais me dão
Alento à imaginação...

Tempestades de Inverno
Espero-as também... assim...
Num lugar apenas.
Enquanto esperares por mim.

10 comentários:

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
romero disse...

me quede sin palabras con ese poema ENCANTADOR !
saludos :)

Paula disse...

Chuva tão doce, tão saudade, tão necessária...
bjinhos

I disse...

Amiga Eli que bom me trazeres tão boas noticias! vais adorar os Açores mas...tal como te disse, vai haver dias que só de pensares em mar te dá enjoos...ja sabes:interior da ilha! Só ver terra!Vai aos Biscoitos, não te esqueças!Vou rebuscar na minha memória e , em breve, te escreverei .a dizer-te o que encontrei no sotão das ideias!vou sugerir-te que te dirijas à Base das Lages e lá compres um velho carro americano daqueles de mil novecentos e troca o passo , a carvão, mas que para ires de Praia da Victoria a Angra, vinte minutos de recta da Achada...chega e sobra!Na ilha TENS que ter carro senão é mau...muitos beijos e vamos dando noticias, sim?vou linkar-te ao meu para te visitar com mais regularidade!bbeeeiiiiijjjoooosss!!!!!

vero disse...

Muito bonito... Obrigada pelo comentário no meu blog!
És sempre bem-vinda!!!
Beijinhos***

Astronauta disse...

Não queiras beijos salgados, procura os beijos raiados pelo sol, terão sempre muito mais sabor, mas principalmente ... cor...

Com que então... pois a final conheço alguém que se senta num ponto verde rodeado por uma página azul e escreve, escreve muito bem... melhor que qualquer pessoa a viajar pelo espaço... como quem diz... com a cabeça pelo ar...
Beijo

Orfeu disse...

Por qual chuva milagre imploramos? O sonho do Amor, essas lágrimas que nos abram o olhar...
Este texto está muito bonito minha amiga (obrigado por tudo...palavras e sorrisos)
Sabes, também sorriu de vez enquanto e hoje sorriu para ti de longe com um obrigado.

I disse...

Deixei uma "coisa" para ti no "asas"...vê se gostas!!! um beijinho !

Andreia disse...

a tempestade as vezes está so dentro de nos ;)

Tino disse...

Cheguei ao finzinho da página,não me custou nada cumprir com o prometido...até vou com mais tempo ver o que há mais no passado.
Espero que realizes os teus sonhos...estás no bom caminho e não te há-de ser dificil. Um beijinho,uma boa noite e um sonho de todas as cores :)***