Agora nem nómada, nem emigrante.


quarta-feira, setembro 21, 2005

Não vejo estrelas

Há muito que não vejo estrelas brilhar
Nem tampouco as consigo vislumbrar
Existe ainda a esperança de as alcançar
Com este triste, mas constante olhar...

Volto-me e vejo nuvens atrás e à frente
Das minhas costas... vejo aquilo que sonhei
Não vejo o que o mar não me consente
Acabei com algo do que desejei
Mas nada me transparece o presente...

Coisas que se traduzem em reticências
De intervalos de tempo na vida...
Dão-me filosofias e amor a crenças
Mas nunca, lamentavelmente, serei consentida!

10:48 Açores

16 comentários:

Winters disse...

Gostei da imagem e das rimas...tens jeito para isto...já alguém te tinha dito?

murmurio do silencio disse...

menina Eli :)

tu és uma pequena estrela. por isso nunca deixes de brilhar, mesmo que o mar nao consinta algumas coisas.


beijo

Black Cat Thirteen disse...

está muito bonito, os açores fizeram-te bem =P

beijos

Piolha electrica disse...

olha-te ao espelho... vês o brilho? agora já consegues ver pelo menos uma estrela...
*** para uma estrela brilhante que está entre nós :)

susana disse...

e que a tua estrela nunca deixe de brilhar....

[0-0] disse...

as estrelas só brilham quando não estaás perto... pois são ofuscadas pela luz da tua aura.

( isto foi bonito, mas acima de tudo, sentido.)

Dreamer disse...

lindo, lindo, como sempre, com um toque de magia que só as ilhas e o mar podiam proporcionar, um grande beijinho
Pedro (iluvatar)

Fernando Palma disse...

Bonito poema. Costumamos ver as estrelas quando está escuro. Mas se não as enxerga não se assuste. Talvez já tenha amanhecido..

jonatan28angel disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
Rita disse...

hmm... as estrelas aparecem quando menos esperamos e brilham de todas as vezes que o nosso coração estremece por alguem. *

Astronauta disse...

Não vês as estrelas, porque tens os olhos abertos.
Experimenta fechá-los e olhar para o céu, verás como sãpo brilhantes e te guiam.

Um astronauta anda por lá! :-)

requiescatinpacem disse...

Se tu não vÊs estrelas e estás nos açores imagina eu!!!

Kisses

Orfeu disse...

Filosofias a Amor e Crenças...uma frase a reter, pensar e viver.
Espero que tudo corra bem, um beijo do Continente.

sonhos sonhados disse...

Eli

também vim fazer visita...

linda imagem
e
bom poema.

as estrelas são lindas!

devemos procurar vê-las sempre...
mesmo que o "céu esteja despido".

beijux létinha.

Simbelmyne disse...

Adorei este blog :)

Anónimo disse...

Looking for information and found it at this great site... Alcahol lexapro and Alfa romeo d epoca Pictures custom hummer h2 blonde answering services Roulette+tisch big breasts Depakote side effects alcohol skin care lcd projector Pny mp3 players Context drawing of accounting system lasik md in calgary bluetooth wireless bluetooth headphones