Agora nem nómada, nem emigrante.


sábado, março 07, 2009

Onde?


Esquecer um pedido ou outra coisa qualquer não faz parte dos meus planos, porque não me lembro quando me falha a memória! Será inevitável fazer rir alguém para que a simpatia se aproxime lentamente. Os passos da preguiça andam lentos, por isso é que trabalho tanto. Não sei bem o que me deu para me agarrar ao bom desempenho. Eu nem era assim! Agora até quero manter o nível do profissionalismo do antes, do agora, do depois e, ao mesmo tempo, ter uma vida própria! Sim! Não sobreviver apenas como quem beija o chão de quem nos paga ou afaga as memórias ridículas de um desemprego inerente. Porra! Já não estou a falar de coisas semelhantes a sonhos e desilusões, embarcadas em fantasias enigmáticas. Há dias em que despejo aqui toda a vontade e pouca concretização, aliás, a ausência implica isso mesmo. Apertemos as mãos e passemos à dança seguinte.
Eli
:)

12 comentários:

Amaral disse...

A dança seguinte é sempre o novo passo.
Manter o bom nível do profissionalismo faz parte da afirmação de cada um.
Aliado a todos os outros sonhos e ilusões, acaba por compôr aquilo que Queremos Ser num determinado período da vida...

Rafeiro Perfumado disse...

COnseguir um equilíbrio entre as várias vertentes da nossa vida é o maior desafio. Isso e não pisar os pés do parceiro de dança.

Beijoca!

Eli disse...

Amaral

É mesmo isso. Interpretação correctíssima!

Obrigada.

:)

Eli disse...

Rafeiro Perfumado

Naquela dança, o difícil não será não pisar os pés, mas algo invisível, que, no entanto, ocupa muito mais espaço...

Passo seguinte, por favor!

:)

José Miguel Gomes disse...

Equilíbrio... Creio ser esse o sentimento, quando olho para o céu e me reduzo à minha pequenez...

Fica bem,
Miguel

Eli disse...

Miguel

De certeza que a pequenez de cada um trasforma-nos grandiosos quando nos unimos uns aos outros!



:)

tibeu disse...

Todos juntos somos grandes. boa semana e um bj

Eli disse...

tibeu

...isso se acreditarmos na grandeza que já existe dentro de nós!

:)

Obrigada e igualmente!

Nilson Barcelli disse...

A menina dança?
Pelos vistos dança e bem...
Gostar do que se faz implica sempre menos sofrimento (ou até nenhum). Por isso, continua com essa vontade toda...
Boa semana, beijo.

Eli disse...

Nilson Barcelli

Danço sim! Dê-me a honra!

Boa semana e obrigada!

:))

ηatalie αfonseca disse...

E é a dança seguinte que nos permite avançar e crescer! Por isso, dancemos! :)*

Eli disse...

Natalie Afonseca

E quando já não sabemos dançar?!

...

:)