Agora nem nómada, nem emigrante.


sábado, maio 30, 2009

Faz Acontecer

E quando o caminho parece tão difícil desta perspectiva?! E quando me farto de escalar e sinto-me sozinha?! E quando me atiro sem pára-quedas?! E quando continuo em queda livre, sem quem me apare ou chão onde me esborrachar?! E... se isto mudasse para melhor?! Não quero o fim. Ele deve estar sempre tão longe quanto for necessário. O tempo da ausência vai matando cada momento de sonho. O espaço conduz-me à inércia. Faz acontecer!

Eli

8 comentários:

Ricardo disse...

já vi que que tens uma maquina fotografica e vives ao pé da praia :/ vou voltar a ver como isto corre :D

BlueShell disse...

O tempo da aus~encia consome....consome a Vida, a Esperança....a razão...e resta, sim, o desejo da Morte.
para mim...nada mais há...nem o "acontecer..."
Já é tarde, agora!
tarde demais!

BShell

preto [e] branco disse...

Sabes...Querida Amiga,

Quem pensa no "Tempo" perde Tempo.
Quem pensa no "Amanhã" perde Tempo.
Deixa que os sonhos te iluminem mas, lembra-te que são apenas sonhos e... não percas Tempo.
Vive e sê apenas Tu...nesse bocadinho de Tempo e... "Deixa Acontecer" com o "Tempo".

bj...nho

Nilson Barcelli disse...

__________________________

A ausência pode matar o sonho, de facto.
Mas há sempre forma de o tornar possível.

Querida amiga, um beijo.
__________________________

Eli disse...

Ricardo

A primeira parte está correcta, a segunda não é bem assim, mas é curioso pensares isso.

Volta sempre!

Obrigada.

:)

Eli disse...

BlueShell

Que pensamentos tão negativistas! Espero que não desejes assim tanto a morte e que reaprendas a gostar de viver...

:)

Eli disse...

preto [e] branco

Obrigada por me tratares sempre tão bem mesmo sem me conheceres!

Acredita que eu só penso no tempo, quando não depende de mim... mas as palavras que escrevo não carecem de justificações!

:)

Eli disse...

Nilson Barcelli

Disseste umas palavras tão sábias que não tenho mais a acrescentar. É mesmo exactamente isso!

:)