Agora nem nómada, nem emigrante.


quinta-feira, dezembro 17, 2009

Home - o meu lugar é no coração


Foto daqui

Já passou algum tempo desde que me propus a fazer algumas alterações aqui, neste meu espaço. Uma delas foi o título. Sem dúvida, uma escolha que reflecte melhor estes tempos vindouros! Gosto de me ler aqui, à sombra de uma liberdade que tinha optado por deixar no papel.
Hoje, não consigo pensar no meu dia sem passar por aqui. Mesmo que não possa vir escrever ou ler, não me esqueço deste espaço e do que ele representa para mim.
Surpreendi-me com a nova lufada de comentadores e com aqueles que já vinham aqui e continuam a apoiar-me, seja qual for o tipo de registo.
Agora estou a ouvir James Blunt "Carry you home". Bem sei que há muito quem não goste, mas soa-me bem. Um dos comentadores de outrora dizia que escrever com música era "um poema ajudado". Ele tinha razão. No entanto, tal como ele, muitos outros deixaram de vir aqui ou de marcar a sua presença.
São poucos os blogueiros (agora já gosto mais desta palavra, o jantar ajudou) que se mantêm desde os primórdios. São escassos os meus amigos pessoais que vêm aqui. Muito menos aqueles que deixam o seu rasto. Eu mostrei-lhes a sua importância, mas talvez nem gostem muito do que escrevo.
São meus amigos na mesma. Afinal, no dia de publicar os poucos textos no tal livro, lá estavam eles todos para irmos todos ao Porto... mais dois que foram lá ter. O O. disse que ia, mas não conseguiu! Ainda hoje lamento a sua ausência. Em Lisboa também tive alguns. (Deixem-me abrir aqui este parêntesis: quando entrei na livraria Barata em plena Lisboa e vejo uma pirâmide de livros logo à entrada, senti algo indescritível! Continuando...) Eu sei que posso contar com eles. Porém, hoje destaco aqueles que marcam a sua passagem propositadamente partilhando sentires e desejos.
Este blogue torna-se cada vez mais rico e dinâmico devido à vossa presença. Agradeço-vos muito e é por isso que respondo a cada um para vos mostrar que não passe em vão, embora por vezes não traduza exactamente em palavras aquilo que sinto quando vos leio.

E, sim, é um motivo para voltar a escrever.

Estamos todos em viagem, por isso, a partida é constante. Não é partida no verdadeiro sentido?! Pois, realmente... deve ser uma chegada. Eu chego aos corações e não os abandono. Assim, torno-me cada vez mais completa. "Nós tornamo-nos responsáveis por quem cativamos" (Saint-Exupéry).

Eli

:)


16 comentários:

Sun Iou Miou disse...

A blogosfera anda um bocado adormecida. O pessoal está muito ocupado em plantar cebolas imaginárias: modas, nada em contra. Já me fui acostumando a receber menos comentários, também comento menos, vou procurando outras páginas. Em qualquer caso, faz bem escrever, faz bem ler, faz bem estar aqui.

sou...serei? disse...

Querida Amiga,

Li e senti a tua frustração mas, tu és mais importante que tudo isso e sabes porquê? apenas porque, tal como eu, não escrevo para ficar na espera de comentadores mas sim, pelo prazer que tenho em "representar", por palavras, o que vai dentro de mim, o que a minha mente quer libertar para se regenerar e nos dar a alegria de sentimento e viver o bonito, fazendo esquecer o feio, o mau.
Claro que fico satisfeito pelas visitas que me fazem mas, o importante é divagar com as palavras "nossas" que não ficam por expressar o nosso "Eu" o "nosso sentir".

bj...nho

vituu disse...

gostei muito ainda mais da parte do responsavel por quem cativa fez todo sentido pra mim "o essencial e invisivel aos olhos"(Saint-Exupéry).
continua escrevendo que sempre estarei aqui visitando deixando ou não comentarios obrigado por dividir pensamentos com agente...

alice disse...

querida eli, foi um prazer reencontrar-te e reconhecer-te :) gostei muito do título! é bom voltar aqui, depois de ... tempo...

beijinhos*

litleflower disse...

« o essencial ao coração é invisivel aos olhos...»...

Gosto da foto, dá-me uma sensação de tranquilidade, liberdade... prolongamento da liberdade para um lugar sem fim. Também gosto quando dizes, que somos responsáveis por quem cativamos (Lá dizia saint exupery...)...
De facto este teu espaço é reconfortante. Ao vir aqui saio mais tranquila e ao ler-te parece que consigo ouvir a tua voz , calma, serena por vezes sonora com uma boa gargalhada....parece que a consigo ouvir a pronunciar o que escreves.
Certamente muita gente te lê, poucos comentam...talvez devido à pressa. Hoje em dia reina a pressa e o consumismo , mas como dizia o princepezinho, os amigos não estão á venda em lojas ...os amigos conquistam-se. A nossa sociedade está impessoal, fria distante. Sabes que, faltam menos de meia duzia de dias para o Natal e não consigo sentir o Natal , como o sentia em miuda ( e isto deixa-me triste). Até o Natal .... deu lugar ao consumismo e á pressa...
O ser humano é teo supremo e tao inteligente que a pouco e pouco invade a selva urbana e põe nos alicerces dos predios as emoções... presas, bem escondidas, porque tem medo de as revelar.
Aqui neste espaço as emoções fluem... invadem-nos a alma e é bom sentir que de vez em quando ainda nos conseguimos encontrar COM PESSOAS...

( bem hoje nao abro mais a boca vou fazer avaliações... estou melancólica ;-))

porta-te bem Eli e vai deixando a porta aberta , paar de vez em quando eu entrar e sentar-me no teu sofá a saborear...

beijuuuu

Anónimo disse...

Saint-Exupéry escreveu muitas coisas com as quais concordo, mas a que citaste não é uma delas.
Acima de tudo somos responsáveis por nós e por sermos nós. Se mantivermos as caracteristicas que cativaram alguém, então, mesmo sem nos sentirmos responsáveis por esse alguém, mantem-se o ''encanto''.
Ao dizer isto sou egoísta? Talvez, mas, como responsável que sou por mim mesmo, assumo até o lado menos politicamente correcto, sem pretender agradar ou fazer perdurar algum momento em que allguém se possa ter cativado por mim.
''Responsável por ser genuíno'' (by em_segredo)
:))

em_segredo

xenevra disse...

Há apenas uns dias que descobri este espaço. Não sou portanto desses que lêem as tuas palavras desde o início da sua visibilidade (bem é certo que já existiam antes de estarem aqui), mas gosto de vir e espero pouco a pouco ir lendo tudo aquilo que aqui foi medrando.

Um saúdo desde a Galiza

Daniel Silva (Lobinho) disse...

Querida amiga Eli

Hoje quase passo o dia a pôr em dia os meus comentários e a blogosfera em geral, e tu és uma das obrigatórias (tal como dizes aqui e ja no disseste no meu canto, eu nao preciso de vir aqui para me lembrar disto, acredita).

Mas estou meio estupefacto com este post porque parece que houve coisas que perdi. Vou ler mais atentamente...

...

"Gosto de me ler aqui, à sombra de uma liberdade que tinha optado por deixar no papel."

Graças a Deus :) As coisas boas são para serem partilhadas.

"Mesmo que não possa vir escrever ou ler, não me esqueço deste espaço e do que ele representa para mim."

Lá está o que eu dizia atrás. That makes two of us :)

"Surpreendi-me com a nova lufada de comentadores e com aqueles que já vinham aqui e continuam a apoiar-me, seja qual for o tipo de registo."

O jantar e respectivos blogues devem ter provocado esse efeito, mas embora te ache flor e cacto, como disse acima, pessoalmente não venho aqui apoiar-te. Venho dizer de minha justiça, e por isso, se louvo é porque mereces o louvor, poelo menos na minha perspectiva. Tu podes ter a tua fragilidade (todos temos), mas tens também uma capacidade quase férrea de te superares e fazer o sol brilhar de novo, nem que seja com um gerador ;) pelo que me apercebei de ti e conheci-te pessoalmente, assim me parece.


"São poucos os blogueiros (agora já gosto mais desta palavra, o jantar ajudou) "

eu continuo a gostar de bloguistas. tal como ja disse algures, bloguistas para centro sul e Lisboa, e blogueiros para centro e centro norte. É o que me parece :)

*************

Agora vem uma parte que me deixa inquieto e que é o resto do post. Tu já publicaste o teu livro de poemas? Livraria Barata em lisboa? Amigos presentes e ausentes? Não deixo de ficar triste por não me teres (pelo menos avisado, ja nao digo convidado) de que ias publicar e ter uma exposição dessa publicaçao numa livraria. Eu iria de propósito ao sitio onde estivesses nem que fosse no Norte por pessoas como tu. Nao me interessa o sexo. Eli, garanto-te que nao percebo nada :( E por isso deixo este comentário incompleto...

estive a ler os anteriores para ver se havia algum aviso que eu tivesse perdido, mas não, nada... :(

explicas-me?

Eli disse...

Sun Iou Miou

"A blogosfera anda um bocado adormecida. O pessoal está muito ocupado em plantar cebolas imaginárias..."

Eu acho que não está adormecida. O problema é que acorda com situações que não achas que valham a pena perder o sono!

Muito obrigada pela opinião!

:)

Eli disse...

sou...serei?

Sinceramente, não senti frustração.

No entanto, valorizo muito cada partilha deixada aqui...

Muito Obrigada.

:)

Eli disse...

vituu

Fica sabendo que eu concordo com essas duas frases...
"responsavel por quem cativa" e "o essencial e invisível aos olhos"(Saint-Exupéry).

Muito obrigada por vir cá!

:)

Eli disse...

alice

Só do título ou também!?

:)

Eli disse...

litleflower

Gostas da imagem e do espaço e... eu gostei muito do teu comentário. Pode ser que uma bolinha de chocolate e uns tantos sorrisos te tenham aquecido o coração e as gargalhadas te levem a um espírito natalício.

As portas daqui (e da minha vida) estão abertas... usufrui!

Muito obrigada.

:)

Eli disse...

em_segredo

Se sou responsável pelo que faço, sou responsável pelo acto de cativar, logo também por quem cativo. Óbvio que cada um sabe de si e deve ser ele mesmo em primeiro lugar. No entanto, quando cativas VERDADEIRAMENTE alguém e te sentes cativado por essa pessoa, queres que ela se sinta feliz, tal como ela o fará também. Só assim as relações resultam.

Até posso compreender o teu ponto de vista, mas, se olhares para a tua vida, ao teu lado estão pessoas pelas quais te sentes responsável e não lhes irás fazer mal propositadamente, pois gostas delas.

:)

Eli disse...

xenevra

Agradeço as tuas palavras e conto com a tua leitura. À medida que fores lendo, vai deixando o teu ponto de vista para enriquecer este espaço e o meu conhecimento.

:)

Eli disse...

Daniel Silva (Lobinho)

Em primeiro lugar, obrigada pelo comentário que enriqueceu, sem dúvida este espaço. Todos ficamos a ganhar quando te lemos.

Em seguida, vou já responder à tua dúvida.

Não, não escrevi nem publiquei esse tal livro de que falas. No post, referia-me à publicação de "22 Olhares Sobre 12 Palavras" , no qual fui co-autora. A capa está ali ao lado (em baixo).

Se algum dia... ou melhor dizendo, para soar melhor... Quando publicar o tal livro, receberás o convite. É claro que eu não vou deixar de te convidar! És tonto ao pensar que poderia não o fazer!

Muito obrigada pela atenção dispensada!

:)