Agora nem nómada, nem emigrante.


terça-feira, dezembro 15, 2009

Baús


Foto de Eli


Não preciso de provar. Provando não preciso da prova. Exigências. Aquela vai alta, a outra nem tanto. Vasculhei suportes no baú das imagens. Algo que mostrasse que não sou só de agora. Sempre me desenvolvi assim, sendo. Os amores são os sorrisos que me presenteiam sem eu merecer. Banho. Má disposição. Sorriso. Bom dia. Sorriso. Sorriso. Vozes. Músicas. Paciência. Boa disposição. Instabilidade na estabilidade. Olhar o longe pode impedir-me de ver o perto...

Quase de partida.

Eli

:)

16 comentários:

Anónimo disse...

Como um dia alguém escreveu lá no meu cantinho, nunca estamos feitos, vamo-nos fazendo.
Cada dia, cada experiência bem sucedida ou fracassada, sim e não, ganhar e perder,... contribui para que nos moldemos, para que sejamos assim, nós! E amanhã, o nós de hoje será um nós diferente, sendo nós na mesma.
Com 2 bons olhos e alguma perspicácia, conseguirás ver o longe e o perto. Não tentes é ver os dois ao mesmo tempo, ou ficas estrábica. :P
Quase de partida? Boa viagem e bom regresso, é o que te posso desejar.
:-))

em_segredo

Eli disse...

em_segredo

Os comentadores são estrelas no céu negro que é o espaço, o meu blogue.

Vieste aqui brilhar.

Se calhar, o problema é tentar ver e perceber tudo ao mesmo tempo. Apesar destas palavras não precisarem de uma interpretação à letra, mas de diversas perspectivas!

:)

Rafeiro Perfumado disse...

Fiquei com a nítida impressão de que andaste a provar o baú. Aquilo não é indigesto nem nada?

Beijocas!

F Nando disse...

Obrigada pelos teus comentários e esses baús da memória são retalhos de vida...
Bjs

Pena disse...

Oh, Deslumbrante Amiga:
Que sensível e extraordinária "explosão" poética do seu harmonioso sentir.
Perfeita.
Adorei.
Tem um carácter doce que sabe o que quer da vida.
Realmente, o seu coração é muito sensível e genial.
Parabéns sinceros pelo fabuloso Ser Humano que é.
Beijinhos amigos de respeito e estima.
Sempre a admirá-la com fascínio.

pena

MUITO OBRIGADO pela sua amizade.
É linda. Imenso. OBRIGADO.

BC disse...

E continua a sorrir isso é que importa!!!
Beijo

augusto, um entre mil disse...

Respondendo à pergunta da entrada:

sim, acontece e mais que uma vez na vida...

litleflower disse...

Amiga Eli ... apesar de ser quase uma da manhã e depois de cerca de 15 horas fechada no mesmo espaço...não resisti a vir aqui bebericar um pouco do teu suco mágico;-)
Provando, e necessitando de prova só mesmo aquele que se julga supremo. Não há prova maior do que acordar todos os dias disposto a sorrir, disposto a dar-se aos outros, disposto a ser unicoe singular entre muitos: genuíno entre tantas cópias piratas ( esta dos piratas tema ver c o software piratiado lolo)....
não concordo quando dizes, que os sorrisos não são merecidos!...
Por entre as vozes os sorrisos mudos são o silencio que tranquiliza a alma e nos relaxa o miocárdio....
Centrarmo-nos no umbigo impede-nos de ver o longe , todavia todo aquele que sai de si, todo aquele que ve mais além ... esse, creio que já viu o perto e por isso mesmo trilhou a imensidão....

De partida,...., tenho de facto pena, mas eu defendo que só parte quem nunca esteve, e tu, estarás sempre presente ... é impossivel guardar num bau a pessoa fantástica que és ...

Foram poucos dias , mas acredito de que mesmo passado muito tempo muitos recordação a poxora e amiga ....

e lembra-te ... só parte quem nunca esteve .... e tu estiveste de corpo e alma!

beijinhos e ate mais daki a pouco

Eli disse...

Rafeiro Perfumado

Não sei onde foste buscar essa ideia!

:P

Eli disse...

F Nando

O que são retalhos da vida?! Dão para cozer e confeccionar algo novo?

:)

Eli disse...

Pena

Não mereço tais palavras, mas agradeço por teres tido a amabilidade em escrevê-las. Como poderás dizer tudo aquilo sem me conheceres?! Não sou tudo aquilo. Posso ser orgulhosamente um pouco, mas todos temos um lado bom. Só temos que explorá-lo.

:)

Eli disse...

BC

Acredita que sim. Faz o mesmo.

:)

Eli disse...

augusto, um entre mil

Acho que é a primeira vez que alguém me responde a essa pergunta tão directamente.

Eu também acredito nisso. No entanto, não é por isso que não penso no assunto.

:)

Eli disse...

litleflower

Verdadeira inspiração. É assim que defino o texto que me deixaste. O que escreveste dava para fazeres um post! Penso que deves considerar a hipótese de reabrir um blogue. Penso que tens muito para contar. Acredita que tem muito valor. Há muito do que dizes e escreves que não deve ser deixado em vão. Repara bem na falta que fazes à blogoesfera!!!

:)

Quanto ao que escreveste para mim, só tenho a agradecer. Fico mais leve e mais preenchida. Engraçado, não pesa, mas é forte e ainda alivia!

Passado muito tempo, continuarei a semear, tal como tenho feito. Colher é uma sorte. Eles que colham. Se isso acontecer, realizar-se-ão. Eu já me realizo todos os dias.

:)

Daniel Silva (Lobinho) disse...

LINDO

Mas... "Os amores são os sorrisos que me presenteiam sem eu merecer".

Pode até ser, mas sabendo quem tu és, tão flor como cacto, não sei se não mereces. Claro que sim. O baú é apenas uma outra maneira de se viver o que nao se tem. Ainda.

Eli disse...

Daniel Silva (Lobinho)

Chamares-me cacto explica muita coisa, mas ainda vou ter que me debruçar sobre este assunto.

:)