Agora nem nómada, nem emigrante.


quarta-feira, janeiro 20, 2010

Estranha


Imagem de Eli

Importa pouco, aquilo que foi

Sonhei com o passado
Ele estava ao meu lado

Sentado

Sem rimas, nem poemas
Vou contar

Tínhamos um filho pequeno
Do qual não me consigo lembrar

Estranho o meu inconsciente
Será que me queria libertar?

Ainda me lembro de como me fazia sentir bela
Cada pedaço de mim era desejado

Visto as calças
Saio a correr

Nem reparo nas gotas
Estava a chover

Só pensava no ar
Que não tinha para respirar

Fugir...
... de mim é impossível.


Participação no Desafio Mensal do blogue Fábrica de Letras. Nas categorias de... "Conta e Encanta" com o poema e "Deixa Ver e Ouvir" com a imagem.



O tema do desafio é Beleza. Enquadra-se?! "Sou linda, digam o que disserem"...

Eli

:)



20 comentários:

Mokas disse...

Ficou porreiro =)
bem visual

Anónimo disse...

Bem!!!
Se o tema é a beleza, este poema enquadra-se perfeitamente nessa categoria, pois é LINDO.
Gostei muito!
:)

em_segredo

Anónimo disse...

(reabrindo a porta)
Aah! Acerca da última frase...
Concordo inteiramente.
Podemos fugir de muitas pessoas, fisicamente, sentimentalmente ou ideologicamente, mas de nós mesmos não.Nalgum lugar, nalguma hora inesperada, damos de caras connosco mesmos e não há fuga possível.
:))

em_segredo

Teresa disse...

Olá Eli
O teu poema enquadra-se muito bem no tema, não só porque é lindo, mas porque nos deixa espreitar para a beleza que sentimos, quando nos sentimos queridos e desejados.
Aí, somos todos belos, no matter what they say!
Bjs

Patty disse...

Adorei o poema e também gostei da foto.
Está o máximo.
jinhos
Patty

Olga disse...

Gostei da foto e do poema. Os sonhos por vezes parecem mesmo realidade que nos produzem dor e felicidade. Mas não duvido que aqui existe beleza, no que escreveste e no que sentes. Parabéns

Brown Eyes disse...

O nosso inconsciente ajuda-nos muito a criar asas. Asas que soubeste aqui aproveitar e muito bem. Beijinhos

Eli disse...

Mokas

Obrigada. Isso do "bem visual" significa exactamente o quê? "Vistoso"?

:)

Eli disse...

em_segredo

Sim, o tema é Beleza, embora, já quando foi o tema anterior não me tenha ficado por ali...

:)

Eli disse...

em_segredo

Nem sequer se trata de um espelho. Trata-se daquelas amarras do futuro. Lembras-te?! Aquelas tais que não se sustêm sem um passado forte. Talvez pos isso há lembranças que retornam ao pensamento, sem precisar de ser digeridas ou esquecidas, mas com vontade de serem relembradas para consolidarmos quem somos.

:)

Eli disse...

Teresa

Exactamente. Afinal a beleza está nos olhos de quem vê e de quem a sente pela observação/constatação. E... estava precisamente a pensar nessa letra (da música) quando escrevi aquela expressão!

:)

Eli disse...

Patty

Obrigada pelo teu comentário! Volta sempre!

:)

Eli disse...

Olga

Ainda bem que não duvidas, senão poderia ser desclassificada! Estou num tom de brincadeira, mas o mais importante foi teres deixado a tua opinião e, sendo positiva, melhor me faz sentir!

Obrigada

Eli disse...

Brown Eyes

Foi uma mistura com o consciente. Uma amálgama de recordações e sonhos a dormir...

:)

Mokas disse...

Isso do visual significa que nos transporta como se estivessemos na tua pele ;o)

Eli disse...

Mokas

Isso é, no mínimo, fantástico! Thank's!

:)

MZ disse...

OLá Eli,
que bonita esta reflexão!

Pouco importa como os outros nos veêm, a beleza é relativa... mas quando somos nós a encontrar a nossa beleza, tudo muda. Conseguimos ver para além das regras que nos são impostas.

bjs

Carolina Pombo disse...

Lindo poema!

Eu estive aqui e gostei, viu?

Abraços

Eli disse...

MZ

Graças a eu pensar dessa forma, consigo vislumbrar muito além dos olhares dos outros...

:)

Eli disse...

Carolina Pombo

Que bom!

É com palavras positivas que me volto a inspirar!

:)