Agora nem nómada, nem emigrante.


quarta-feira, fevereiro 24, 2010

Degraus...

Imagem de Eli

Subi mais um degrau e olhei o horizonte. Os cheiros pareciam-me tão familiares que me senti pequenina perante a imensidão das memórias. Os beijos que o fogo trouxe, apagaram-se com o vento e a maresia, com o encanto e a magia. Prefiro uma verdade que me faça chorar, a uma mentira que me faça sorrir. As emoções retiram-se todas do mesmo saco e transportam-se entre inocência e educação. Nas minhas veias, fervilha uma desilusão que não pude escolher, um sabor que amarga uma potencial história. Quero acreditar que não depende de mim, mas informo os demais que tudo podem, tudo conseguem. Será o positivismo, em parte, uma mentira, na qual queremos tanto acreditar?! Deixem-me adormecer à sombra do realismo para que amanhã possa acordar ainda mais livre.

Eli

:)

6 comentários:

Anónimo disse...

Será o positivismo essa tal mentira na qual, não só tu, todos queremos basear a vida, para ultrapassar mais confortavelmente momentos menos bons que a realidade nos traz?
Sinceramente, como em tantas outras perguntas, não sei a resposta. Apesar de não a saber, já pensei muitas vezes que o positivismo não é mais do que uma maneira de nos mantermos à tona de água, em dias de tempestade ou perante avisos de temporais futuros.
Acho que a minha maneira de pensar acerca do positivismo, não é lá muito positiva. :P
Pensando bem, eu nem sou muito dado a essas coisas de ser positivo e de que o positivismo atrai coisas positivas. Tretas!
Azedei. :P
Ora, falando de uma outra coisa à qual tambem não sou muito dado( só para evitar dizer que não sou nada dado)...
Encontros de blogueiros, bloguistas, blogadores e encontros de salas de chat...Obrigado, mas não. Não no passado, não no presente e, perdoa-me a falta de positivismo, é quase certo que no futuro também não.
Chama-me anti-social, se quiseres(não deves andar muito longe da verdade). rs
Ainda por cima, a juntar a esta aversão a esse tipo de encontros, o mapa que tenho já nem escala tem, mas suponho, depois de uma análise à vista desarmada, que o Porto fique longe para ''carai''.
Diverte-te por lá e usufrui de tudo aquilo que de bom puderes tirar(pratas, telemoveis,jóias,..loool).
:))

em segredo

Alguém... disse...

"Prefiro uma verdade que me faça chorar, a uma mentira que me faça sorrir."

Penso que todos nós o desejamos :) *

Daniel Silva (Lobinho) disse...

E o teu eu interior diz:

"Quero acreditar que não depende de mim, mas informo os demais que tudo podem, tudo conseguem".

Mas a razão vem subtil e sonega:

"Deixem-me adormecer à sombra do realismo para que amanhã possa acordar ainda mais livre."

É o clássico dilema entre razão e coração

:)

Eli disse...

em_segredo

Fizeste uma verdadeira dissertação sobre os assuntos. Só lamento a tua intransigência, mas respeito-a, pois cada um sabe de si e é responsável pelas opções que toma.

Muito obrigada por teres lido atentamente e comentado dessa forma atenciosa. A tua opinião é importante para mim.

:)

Eli disse...

Alguém

Olha que não. Às vezes cometemos loucuras baseadas em verdades e, quando vamos a ver, alguém transforma tudo em mentiras!

:)

Eli disse...

Daniel (Lobinho)

Óbvio que nenhum desses lados vence!

O melhor é acariciarmos os cabelos da emoção e tocar na razão apenas quando é consentida!!!

ahaha

Digo cada uma!

:)