Agora nem nómada, nem emigrante.


quarta-feira, maio 26, 2010

Arrefece

Imagem de Eli

Tenho andado ocupada a prolongar aquela sensação. Não sei bem como... a sorte não me é audaz, mas eu sou-o. Inexplicável é a desilusão que me atraiçoa devagarinho. Mesmo assim, não desisto de viver aquela alegria de sentir mais e mais. A simplicidade das encruzilhadas acompanha-me em direcção ao azul.

O Sol espreita. Pisca-me o raio e aquece-me quando tudo em mim arrefece.

Eli

:)

P.S. Os vossos comentários não foram esquecidos.

10 comentários:

izzie disse...

Força e coregem sinto aí.
Orgulho é o resultado deste lado.

Beijinho,

Dark angel disse...

"O Sol espreita. Pisca-me o raio e aquece-me quando tudo em mim arrefece."

Pisca-me o raio?? LOL, adorei... :)

Sabes, há momentos assim, até há alturas em que sem sabermos porquê, esses momentos prolongam-se por um tempo muito maior que o que desejamos. Mas se acreditares em ti e se não deixares de ir atrás da alegria ("não desisto de viver aquela alegria de sentir mais e mais"), as coisas retornarão ao seu estado mais tranquilo. Believe, Eli...

Beijinho **

Poetic GIRL disse...

Gostei do tom deste post! Li aí alguma esperança disfarçada? bjs

Olga disse...

Lindo! Vive sempre com alegria, vais atrair tudo de bom para ti.

Anónimo disse...

Se o Sol estiver a espreitar muito , não esqueças de usar chapéu, óculos e um bom protector. :P
Let it shine on you .
:))

em_segredo

Eli disse...

izzie

Obrigada, embora não seja ninguém sozinha.

:)

Eli disse...

Dark angel

Provavelmente haverá muita coisa que é dita e não escrita, assim como vice-versa!

:)

Eli disse...

Poetic GIRL

É muito positivo o espírito que por aqui circula.

:)

Eli disse...

Olga

Obrigada e também para ti.

:)

Eli disse...

em_segredo

Não me esqueço desses conselhos sábios!

:)