Agora nem nómada, nem emigrante.


terça-feira, julho 20, 2010

Rebolamo-nos?!

Fotografia de Eli

Talvez tenha chegado a altura de reflectir um pouco. Não que eu o evite ou não o faça, mas parar para pensar os porquês de tudo não é lá muito fácil. Desde que este ano civil começou, aliás, vou mais além, desde Setembro que a minha vida tem sido uma correria! No entanto, retenho sempre o que de melhor encontrei e as pessoas que conheci. Pequenos e grandes, preencheram os meus dias e senti-me acompanhada nos passos que dei sem cambalear. Errei várias vezes. Mas, descobri que só quem consegue ultrapassar os erros comigo, terá um lugar na minha vida. Não sou nem tenciono ser perfeita, por isso, vou continuar a agir com alguma impulsividade que me caracteriza bastante. Apesar se saber ser racional e conseguir pensar antes, só quem erra assim, com sinceridade é que poderá conseguir mover de novo os pés e acelerar na nova direcção que tomar no seu caminho. É certo que não sei explicar isto muito bem, mas estou farta de paixões perdidas e assinaladas pela rápida e fugaz desilusão. Quero algo que me faça bem, independentemente de como se chamar. Como tal, assinalo mais um pequeno final de uma etapa que se conclui, mas que continua por diversas ramificações pelo que de positivo deixou. Gosto de sentir que realizei, que vivo, que consigo.

Eli

:)

8 comentários:

izzie disse...

Então rebolemos...
Gosot da tua capacidade de análise, ajuda-me.
Faz-me ter ainda mais saudades dessa gargalhada :)

Beijinho,

Poetic GIRL disse...

Às vezes temos mesmo que analizar as coisas friamente para concluirmos que aprendemos alguma coisa com elas. Gostei desta tua introspecção. bjs

Rambaldini disse...

Rebola... deixa o coração rolar!

Anónimo disse...

Lições...
:)

em_segredo

Gonçalo disse...

Por cada porta que se fecha, há um novo mundo de magia que se abre! Segue em frente, eu acompanho-te um pouco atrás com a minha mão imaginária sob a tua linha do corpo.

Quero-te feliz!

:)

Um beijo*;)

Stéphanie disse...

Nesta tua vida de correria paraste para me conhecer :)
Fico feliz por teres cruzado o meu caminho, estou certa que continuaremos juntas na mesma direcção.

Parapeito disse...

:) lembrei me de uma expressão da minha avó que dizia que quando nao se conseguia chegar a algum lado a andar que tinha-mos que rebolar :)
Haja vontade de chegar
brisas mansas****

Ciara disse...

É tudo uma... etapa... :)