Agora nem nómada, nem emigrante.


quinta-feira, setembro 16, 2010

Suspira


Fotografia tirada por Eli


Cada som no escuro
Brilha na luz com tanta intensidade
Que a inspiração de um parágrafo
Me traz aquela típica ansiedade

Quero-te entre as letras do falar
Do teclar, do sorrir
Do caminho para te abraçar
Em metáforas a surgir

Imagino-te a sonhar com um sorriso nos lábios
Um pensamento antes de adormecer
Uma imagem, um cheiro, um beijo
Antes de adormecer

Eli

:)

Para ouvir...

3 comentários:

Vagabundo Social disse...

Oi Eli, o que diz o meu sorriso? Nem sei, é mais fácil perguntar a quem o vê, mas acho que na maior parte das vezes é genuíno... OLha, vou mandar-te um email... Beijos

´7 disse...

O sorriso está no meio de uma conversa, ou no meio do silêncio, ou até numa simples troca de olhares...

O meu? Encontra-o... Anda sempre comigo...

Anónimo disse...

Não sei se os sons do silêncio brilham, mas sei que o silêncio é composto da ausência de sons, sem que deixe de conseguir dizer muito.
Saio, em silêncio, rumo a um novo post.
:))

em_segredo