Agora nem nómada, nem emigrante.


quinta-feira, fevereiro 10, 2011

H #6

Imagem de Eli

Nessa noite, distanciei-me de mim. Não queria mais sonhar. Afinal todos os meus sonhos de amor tinham sido sempre ultrapassados por faltas e não, não queria mais... durante muito tempo não queria mais. No dia seguinte, estava a trabalhar, a sua voz entoava por momentos e eu procurava sempre distanciá-la, embora fosse muito difícil. Não voltaria a procurá-lo. Imaginei-o sem vontade de me ver. Assim era mias fácil. Arranjar um mecanismo. Não queria ser um peso. Sentia-me responsável por uma aproximação e agora tinha que procurar o afastamento... mas, assim, também a dor.

Tinha acabado de chegar a casa e, enquanto descalçava os sapatos lentamente, recebi uma mensagem:

H : Espero-te.

Hesitei.

Massagei os meus pés - fingindo para mim mesma que nem estava interessada - enquanto o meu coração batia depressa e queria ir ter com ele. Eu queria pensar devagar, tomar a decisão de não ir, muito calmamente...

Mas...

... quando dei por mim, estava já calçada e corria para a porta. Impulsiva, sempre!

"Só sei ser eu" - pensei.

Agarrei nas chaves e em menos de cinco minutos já conseguia vislumbrar aquela imagem vermelha. Sentia o mar e vislumbrava cores quentes.

Ele, quando me viu, fitou-me com o olhar e pediu-me que se sentasse a meu lado.

H : Queres que tire a máscara?


Eli

:)

8 comentários:

Gonçalo disse...

A mania das mulheres em se fazerem difíceis...puxa, pá... :P

ana disse...

Passei em retribuição da visita mas... agora é mais que isso. Voltarei :) Um beijinho!

Sus disse...

Vim aqui parar através do desafio do Gonçalo, ao que parece temos aqui uma história em construção.

Vou seguir!

Beijo!

Gonçalo disse...

Gosto de saber que os projectos blogosféricos em conjunto podem trazer bons resultados!

Há ainda muito por conhecer :)

Beijinhos***

Ciara disse...

Diz-se muitas vezes que a ignorância traz felicidade.. Será?! beijinho

Eli disse...

Gonçalo

Já ouviste falar da lutra entre a razão e a emoção?! Haja gente impulsiva nas coisas boas!!!

:)


ana

Obrigada pela visita e por quereres voltar. Volta sim!!!

:)


Sus

Volta sempre. Obrigada.

:)



Gonçalo

Nem nós imaginamos o que há por aí, mas que á, isso há!!!

:)



Ciara

"Diz-se muitas vezes que a ignorância traz felicidade.. Será?!"

Na minha opinião, pode haver felicidade mas não será tão saboreada. Ou seja, és feliz, mas não sabes. E... nós queremos ou não a felicidade na plenitude?!

Ainda bem que desejamos sempre mais.

:))

Anónimo disse...

Vou arriscar...
Tu quiseste! :P
Não vou perder a chance de confirmar , ou não , o meu palpite.
:))


em_segredo

Eli disse...

em_segredo


lol

Ler tudo de uma vez não é justo!

lol

:P