Agora nem nómada, nem emigrante.


sábado, março 26, 2011

Instrumental



Apetece-me pensar, porque o pensamento me foge para as sensações boas que trago. Apete-me ouvir a música dos sonhos e sentir. Aquele, onde o meu toque se leu ternura, aquele que me aconchegou entre o sono e o sonho... entre a viagem e o caminho. Todos, ambos, nós, num despertar.

Eli

:)

9 comentários:

ROSINHA (tilida5ever design) disse...

Qual é a música dos sonhos?

Oficial e Cavalheiro disse...

Então é o sonho que comanda a vida? Bons sonhos então Eli.

mfc disse...

Esta vontade de ouvir a música, será de sonho ou de uma boa realidade?!
Seja de uma ou outra... ouvir música sempre nos transporta para um sonho real!

Heathcliff disse...

Sim, o sonho comanda a vida. Quem não sonha é um mero autómato, um programa, um pedaço de nada, uma essência de outros. Nunca será: serve.

A capacidade de transformar os sonhos em realidade é o que nos transcenderá sempre. Mas é a tentativa e a crença que nos torna humanos.

Tu és humana.

Eli disse...

ROSINHA (tilida5ever design)

Se te contasse, ficavas a saber mais do que eu!

:)



Oficial e Cavalheiro


Espero que seja sempre. Porque nunca vou perder a capacidade de sonhar.

:)




mfc

É que não consigo viver sem ela... cada vez mais.

:)



Heathcliff

E os humanos fazem com os sonhos aquilo que entendem. Eu não desisto.

:)

Morfeu disse...

Por vezes não se deve pensar...não devemos pensar na letra e apenas nos deixar caminhar pela música...

Beijinhos

Eli disse...

Morfeu

Assinar por baixo seria demasiado óbvio.

Com a música, danço, caminho, bailo. Tanto faz, desde que a sinta.

:)

Anónimo disse...

A mim apeteceu-me comentar . Eis-me a dar forma ao meu ''apetite'', devorando a tua escrita que, escrita nas linhas e nas entrelinhas , me faz sempre pensar.
:))


em_segredo

Eli disse...

em_segredo

Que bom ler isso!

:)