Agora nem nómada, nem emigrante.


segunda-feira, fevereiro 06, 2012

Caí


Caí. Pensei.

Fiquei ali prostrada, com a mão segurando a pilha... ouvindo o resto da música que não gosta de mim, mas me faz levantar os braços. Caí... amontoda...

... numa valeta da estrada.

Passou um Ponto e disse:

- Que monstrenga. Caiu só para dar trabalho.

E passou.

Retorquiu a Vírgula:

- Nunca a conseguiríamos levantar.

Foram.

Passou um puto e pontapeou a monstra.

- Mexe-te! Morreste?

Morri... de tristeza, no silêncio. Só a música me fez estilhaçar o coração longas horas, enquanto o corpo arrefecia, acordado.

Na manhã seguinte, alguém deu conta que eu não apareci.

Tarde demais.

O meu coração tinha parado de bater.

Eli

17 comentários:

Buxexinhas disse...

Arrepiei-me... Mas às vezes, nos momentos mais tristes, é o que acontece... O coração pára por breves instantes na esperança de que tudo passe... :)

Eli disse...

Se tives escrito quando me lembrei da ideia, teria saído bem melhor!

:P

Buxexinhas disse...

Saiu lindamente! ;)

Eli disse...

Eli babando o teclado todo!

:P

Anónimo disse...

Olha, menos uma a pesar na segurança social...

Se todos (ou quase todos, vá) fizessem o favor de, ainda jovens, seguir o teu exemplo, a sustentabilidade da segurança social estava garantida. A malta tem a mania de querer viver ad eternum...

Olha dou-te os meus parabéns pelo teu altruismo. Fizeste bem. Afinal eras o elo mais fraco...ADEUS!

Eli disse...

Ai... E se a estupidez pagasse imposto?!

Rafeiro Perfumado disse...

E aposto que foi em hora de ponta, para atrapalhar mais! É por causa de pessoas assim que a produtividade anda pelas ruas da amargura!

Beijocas revoltadas!

Eli disse...

Rafeiro Perfumado

Só para seres mais doido, ainda previas a queda!

:P

lol

Luis Pessoa disse...

Por vezes parar é bom para ver bem melhor o que nos rodeia que bom seria ser possível para o nosso tempo vendo o tempo dos outros mover-se

Mona Lisa disse...

"Caio"... nos momentos de pessimismo.

Bjs.

Eli disse...

Luis Pessoa

Nós podemos parar e fazer esse exercício, mas nunca será literal ao ponto do texto.

:)

Eli disse...

Mona Lisa

Desde que sejam breves e ínfimos.

:)

JP disse...

ACORDA!!!!!HAaaaa... afinal era a brincar!!!!


Precisamos de ti por aqui, digo por mim pois apesar de não ter o dom da palavra, gosto de passar por aqui e ler que tu escreves!!!

E sempre que caires, faz como eu, levanto-me ainda com mais força!!!

Bjs

Eli disse...

JP

Agora fiquei sem saber ao certo de que falavas... foste tu o anónimo?!

Hmmm

Obrigada... sobre as palavras de positivismo, eu ouso-as! No entanto, a escrita não tem que corresponder à realidade.

HEHE

:)

S* disse...

Gostei imenso, texto forte.

mfc disse...

Ninguém tem o direito de se deixar cair!
Sorrir é o lema...
E a propósito... aqui fica um sorriso bem rasgado!

Isa Lisboa disse...

Há dias que nos sentimos assim...Temos que cair por vezes, desde que nos levantemos de seguida ;)