Agora nem nómada, nem emigrante.


terça-feira, junho 12, 2018

Solarengo

Entretanto, o dia fez-se claro quando voltaste só porque sim.
Gosto desta leveza que trouxeste para mim
Visto uma saia que uso só porque me apetece
És alguém único que me enternece

:)

Eli

1 comentário:

Anónimo disse...

Hoje, alguns anos depois, lembrei-me do teu blog.
Vim espreitar na expectativa de que, tal como eu, pudesses ter desistido, mas não, continuas por cá...
Lembro-me que te segui com carinho. Percebi que também me visitavas no meu "Oficial e Cavalheiro" (manténs ainda uma referência a esse espaço na lista à direita do teu blog). Deixo-te um muito respeitoso e afetuoso beijinho e os votos de que a vida te sorria.

https://www.youtube.com/watch?v=u8_Wu2OWqyc

;)