Agora nem nómada, nem emigrante.


segunda-feira, novembro 21, 2005

Pa Ti :)


O que eu sonhar, agora, realizar-se-á.
Disseram-me anjos a cantar!
Sussuram o meu desejo aos teus ouvidos...
No futuro, vi-te, cambaleando, a chegar.

Ó árvore que te prostras, devagar
Movendo-te em torno da ansiedade
Reflectes na água uma nudez a espelhar,
Solta as raízes e traz-me liberdade.

Encontro chaves que não abrem tesouros,
Enclausurados em areia e em mar.
Mortes de outrens vêem-me passar,
Mas, deixam-me passear mouros...

Então, fico assim, num local estratégico,
Para lutar de espada em punho...
Espero, na calada, esperta e épica
E, num poema encontro soluções!

Feliz de mim, que vivo o momento,
Que apanho autocarros no pensamento,
Que circulo a sorrir por mim.
Que escrevo versos do nada!

Pois, existes e... assim... tudo me inspira
Porque, bebo dos reflexos do mar,
Que não atrasa a minha chegada,
Que me faz sentir perto do teu olhar...

Feliz! Sou! Olha o meu sorriso :)
Estes versos são para ti!
Assim, simples como o horizonte,
Que é mais do que uma linha,
Que separa o Oceano do céu...
E as estrelas do monte...
Verde como as telas...
Onde pintas a fonte,
Das flores...
Do Norte...


Eli

41 comentários:

Natalie Afonseca disse...

Muito bonito!!
Adorei!!
"Solta as raízes e traz-me liberdade"

"Feliz de mim, que vivo o momento"

"Pois, existes e... assim... tudo me inspira
Porque, bebo dos reflexos do mar,"

"Feliz! Sou! Olha o meu sorriso :)
Estes versos são para ti!
Assim, simples como o horizonte,
Que é mais do que uma linha,
Que separa o Oceano do céu..."

....identificando-me!!!

Mais uma vez...adorei!!

Beijinhos

Miguel disse...

Mais uma vez fico sem palavras.Foi como já disse:a fasquia está cada vez mais alta...e ainda bem!


Beijos!

moon between golden stars disse...

Ainda bem que és feliz... e que trazes esse sorriso espalhado no rosto...e que acima de tudo o partilhas... obrigada! boa noite e bons sonhos!

Natalie Afonseca disse...

Hehehe!!
Parece-me que está muita gente na blogosfera....BOA!! Que Bom!!

Fica bem!!! E obrigada também!!
:)

Santinha disse...

LINDO, simplesmente LINDO!!!!
Andas mesmo inspirada.
Adorei, linda, adorei.
Vá, fica bem....
:):):):):):)

Miguel disse...

Espero que não te importes mas venho responder aqui. Não fico especialmente melindrado por ter poucos comentários. Aliás,até já me preocupei mais com isso. Este blog surgiu em Julho mas so arrancou o mês passado por que andei um bocado arredado.Tenho a sorte de ter o murmurio do silencio como colaborador e isso,entre outras coisas,é que é importante.Ao contrário de muita gente, não ando por aí pelos blogues a comentar na expectativa que me retribuam os comentários.Escrevo prque gosto mas não posso esconder que gostava de mais participação e, sobretudo,mais debate das ideias postas em discussão. Mas enfim, a razão de continuar mantêm-se lá e,neste momento,é mais importante para mim ter visitas, como por exemplo a tua, do que amigos ou conhecidos a fazer o frete de ler aquilo que escrevo.Quanto às expectativas em relação ao teu blog,continuo a tê-las e vou percebendo as tuas reais capacidades de escrita.Por isso é que as crio,senão não fazia sentido.

Fica bem!

murmurio do silencio disse...

:)

posso nem sempre mostrar que ca estive, mas isso nao quer dizer que ca nao tenha estado.


quanto ao que escreves, tu sabes o quanto vales e o que eu acho


*

antonior disse...

Olá, Eli! :-)

Primeiro: O teu poema é lindo, e , vais certamente, realizar o que a tua felicidade e bem-estar projectam.

Segundo: Ganhaste o prémio do "Comentário Mais Longo Aos Meus Posts", pelo menos em tempos recentes. E o prémio é....
...uma chave virtual, de um cantinho do meu coração real.

Eu explico. Como sabes e já tens dito, nunca fui muito de ter vergonha dos meus sentimentos ou de os esconder atrás de pudores hipócritas, sejam esses sentimentos simples ou complexos, são sempre tão puros quanto aquilo que, por vezes com tanta dificuldade, consigo preservar em mim, dos valores fundamentais que prezo. Uma dessas coisas é aquilo que temos de bom quando, em crianças, atingimos a consciência, mas não o conhecimento. Com o tempo o mal e as desilusões da vida ensinam-nos coisas e roubam-nos isso. Tenho tentado, ao longo da minha vida, que já é bem mais longa que a tua, como deves saber, não aprender nada disso, porque me parece mais fácil, do que ter de desaprender para PODER ter hipótese de vir a ser feliz. Resumindo tudo em três palavras: Preservar a inocência. Sem medo dos riscos e de ser o "bobo da corte".

Sem lamechices, nem idiotices novelescas, digo-te com amizade, que és a única pessoa, neste éter blogosférico, que já usou nos comentários, uma das palavras mais extraordinárias que existe: TERNURA!

Disse-te uma vez, que às vezes parece-me que está em vias de extinção. Não o sentimento, isso não! Mas a verbalização e a assunção frontal dela! Sabes, como sentimento também o acho especial, diferente de tudo o resto, e explico: O Amor, essa coisa que ninguém define, e cada um entende à sua maneira ( por isso às vezes a confusão) é um sentimento que cada pessoa organiza de diferente maneira para cada situação. Seja o amor por um filho, sente-se de uma maneira, por um amante de outra, por um animal de estimação, de outra, pela natureza, de outra, e ainda há aqueles que amam as coisas materiais, como o dinheiro....arrrrghhhh! Agora, a ternura, pensa bem, se conseguires isolar a essência do sentimento, da acção, lá no fundo, é uma luzinha sempre igual, estejas a acariciar um bébé, a dar biberon a um cachorro excedentário de uma ninhada (já passei muitas noites mal dormidas por isso) ou a fazer amor....

Obrigado por me falares de ternura.

Também quero retribuir-te aquela coisa das pessoas fantásticas!

...E o tal sorriso, também :-)

P.S. - Penso ter ganho o prémio do "comentário mais longo e mais chato"

Amaral disse...

Os anjos são seres ternos e não são vãs as suas promessas. Já os reflexos do mar são bebida rica para a tua inspiração duns versos que são para alguém. Deixa retirar da tua fonte: "Assim, simples como o horizonte/ Que é mais do que uma linha/ Que separa o Oceano do céu.../ E as estrelas do monte..."

Piolha electrica disse...

uma palavra simples que resume o teu poema: lindo!!!
brigada pelos comentarios...
***

Moranguita disse...

toma lá comentários !!!!!
pa n te queixares :):):):):)

Tino disse...

Já andas a sonhar com as férias do natal...depois saem-te estes poemas tão lindos! :)
Uma jokinha gande "pa ti" :)

Daniel Aladiah disse...

Querida Eli
Grande inspiração tem de ter uma musa masculina (há musos??)...
Um beijo
Daniel

Luís disse...

Welcome back eli!Demorou mas valeu a pena... "Feliz de mim que apanho autocarros no pensamento"

Muito bom mesmo!
Parabens e beijinho

ps:este post tb vale pelos comentários que já se fizeram...:-)

Eli disse...

Daniel Aladiah:
musa



do Lat. musa < Gr. Moûsa


s. f.,
cada uma das nove deusas que, de acordo com a mitologia romana, presidiam às artes liberais;

divindade que se supunha ser inspiradora da poesia;

por ext. tudo aquilo que inspira um poeta;

poesia;

inspiração;

estro.

Aqui está a resposta à tua pergunta! Não existe no masculino, como podes verificar, deivo à sua etimologia!!!

:)

A.J.Faria disse...

Eli,
Espero bem que continues a sonhar, e que se realize grande parte dos teus sonhos!
Um beijinho,

lena disse...

que bom é sonhar e sorrir

sonha sempre, não percas esse autocarro e o teu sorriso

lindo o que escreves

beijinhos meus

lena

antonior disse...

Olá Eli!

Os comentários que me deixaste hoje foram um privilégio. O primeiro também ganhou um prémio, "O Mais Humano e Sensível".
...o segundo também, o prémio: "Não sei se estás bem...."; minha amiga, normalmente ninguém se preocupa com essas coisas, a menos que seja com gente lá de casa....mas tu mostraste a Grande Alma que eu teimei outro dia em afirmar.

Tal como te disse ontem, frontal, de cabeça erguida e sem lamechices.

Quanto à mitologia: O Minotauro era um ser com corpo de homem e cabeça de touro, devorador de seres humanos. Era filho de Pasífae, esposa de Minos e de um touro.
As Górgonas eram três seres mitológicos, com corpo de mulher e serpentes por cabelo. Transformavam em pedra todos os que para ela olhavam.

Medusa, era a única mortal.

Por isso o Minotauro está a olhar para nós, evitando-a, e afastando-se.....

Quanto à negritude, existe, mas...."Não há escuro que sempre dure....ou....como é? :-)...será que me enganei? de propósito? qualquer coisa assim....

Vou passando por aqui, para um banho de luz e um aroma do paraíso Atlante...

Nota: As reticências que povoam este comentário não são irmãs das que refiro no post do "Ponto Final" :-)

Beijinhos

antonior disse...

Elizinha: - Fiquei sem perceber se gostaste dos quadros ou nem por isso....

Não me poupes, está à vontade....

gostava de saber.

:-)

requiescatinpacem disse...

Não gostei....

Kisses

singularidade disse...

Lindo, lindo! Gostei muito!
Fica um beijo meu

Vanessa disse...

Ora bem, a fonte de inspiração deste poema deve sentir-se feliz também... :)

Beijinhos*

Mónica disse...

Costuma-se dizer que "todo o poeta só é bom poeta quando sofre"...não me parece o teu caso...é um poema de agradecimento por alguém existir...afinal também existem bons poetas felizes. Gostei mesmo muito do poema. Beijinhos e voltarei com toda a certeza.

mfc disse...

Olá
Alterno entre Pensamento do dia (que é sério) e Pensamento do dia.. profundo, que de profundo nada tem, sendo apenas uma brincadeira!
O "profundo" funciona como ironia!
Espero ter esclarecido a dúvida.

Quanto ao teu poema retive o sorriso que mantens e a alegria com que sempre encaras a vida. Que continues assim.

mfc disse...

Aliás se quiseres ter a maçada de hoje à meia noite ires ao Pé de Meia, como sempre edito um pensamento que hoje é apenas pensamento do dia, portanto... sério e esse sim , profundo!
Um abraço.

antonior disse...

JÁ CÁ ESTOU!

Também já tinha saudades dos teus comentários t..........!

Mas tu estavas em falta comigo, porque no meu último comentário fiz-te uma pergunta a que tu não respondeste. Fiquei sem saber se tinhas gostado dos últimos quadros, da mitologia e do sol escurito??!! E depois da explicação sobre o Minotauro e a amiga dele, já lhe achas algum geito?

Agora, quero dizer-te mais uma coisa:
Coloquei um contador, como sugeriste e é tal e qual como dizes. A maior parte do pessoal, fica queda, muda e calada! Pus aquilo bem a meio da tarde e já tem quarenta e tal passagens. No entanto comentários, foram só três ou quatro!

Mais, ando realmente ocupado com trabalhinho e a preparação da exposição, mas isso não me impede de vir cá todos os dias encher-te de comentários. Estava era com receio de exagerar....mas já que pedes. Estás tramada! Tens de me aturar.

Desejo que continues bem e que a falta de posts novos só seja bom sinal.

bjis :-)

Vanessa disse...

Olá Eli! :)

Aquilo da reportagem foi uma tentativa "desesperada" para encontrar um bom tema que possa ser tratado em rádio... já dei voltas à cabeça e nenhum tema me parece bom... lol... manias! :p

Por isso, esperava algumas sugestões, talvez mais "originais" para uma reportagem de três minutos...

Beijinho grande e obrigada! :)
*

antonior disse...

Ó menina, então vocemecê já nã olha para os comentários que vai recebendo.
Eu, bem me parecia que a queixa da minha ausência era muito intensa para quem cá tinha estado, dia 22 a deixar dois comentários seguidos. Ora faça lá a minha amiguinha o obséquio de verificar, NESTA MESMA PÁGINA, os meus dois comentários de dia 22!!!!!!!!!!!!! :-):-):-):-):-):-) (meia dúzia)

Clife disse...

Tao lindo, tb n tens medo de o xpressar, "és cá das minhas" ^^

Obrigado pelo k disseste no teu ultimo coment em meu post, enfim, obrigado por td k vais la smp colocar,

ya... gosto de ler smp as tuas palavras, e n tenho medo de exaltar ou mostrar o k sinto pk sei k ainda existem pessoas c/o tu... eli, pessoas k sabem escutar e compreendem e n julgam ms sim dao força... es prof? acho k li algures aki... se tds profs fossem assim... tds alunos teriam motivaçao e aprendiam + ;)

Obrigado Eli...

Bjo ***

Clife disse...

Quem n se cala sou eu, antes de ir adormecer, ainda quero te dizer
que fico feliz por saber o que me contaste, há quem me tenha dito k tb tenho jeito p ensinar e paciencia p/ lidar cas crianças, ms meus sonhos são outros, crianças somente de verao c/o monitor e basta lol, ms admiro kem o faça durante kase td o ano e o faça bem, pena é akeles k tiram o lugar a kem faria melhor. Ms tu, eu sei... tas no lugar certo ;) espero k faças mais desses cestos de 3 pontos... sentiram orgulho de ti? Vês? Eu sabia =)bem... tanta coisa podia acrescentar... ms deixa-me ir ca mae ja ta ca vassoura atras da porta lol... see u... ***

JSilvio disse...

temos poetiza ;) *

girassol disse...

...estavas a falar de quê no comentário à minha lareirinha do Alentejo? lareira acesa? calor? o frio que por aí vai?... e este calor humano todo aqui no teu blog???!!!... isto é fantástico! TU NÃO TE ATREVAS A FALAR DO FRIO "FÍSICO" QUE SE SENTE TAMBÉM AÍ!!!...

E já agora aproveito (tou a brincar, já se vê) e sempre te vou dizendo que gosto da tua escrita. Sabes aquela coisa de te identificares com o que lês? nalguns casos, de gostares de teres sido tu a escrever? pois é um pouco disso. Gosto até aí...

Beijo para ti


O "tou a brincar" não é para o comentário que esse é muito ao sério, é para a maneira como entro no segundo parágrafo... mas isso não interessa nada. o que importa é que estamos aqui e gostamos, e continuaremos até que alguma coisa nos doa ao ponto de nos impedir de estar, só isso.

mais beijos que esta "conversa" já vai longa.

peciscas disse...

Ás vezes, é mesmo nos poemas que se encontram as soluções.

Astronauta disse...

Olá!
Deixo-te apenas uma brisa suave que comenta, mas não salienta, um comentário, nada notório, um beijinho, cheio de carinho!
Como já habituaste, muito bonito...fico feliz, por estares feliz!

PIRICUI disse...

Ola...
todos temos uma arvore dentro de nos...cada pessoa tem a sua raiz,que nao a deixa movimentar...cada pessoa é sopurtada pela raiz...mas Chega a altura da vida em que é necessario...soltar as raizes e lutar pela liberdade e correr para algo....ir na busca de alguma coisa que nos complemete...........

emanuel vicente

Orfeu disse...

Minha amiga, desde já peço desculpa pelo silêncio e por (ainda) não te ter contactado... mas este Mundo das palavras por vezes torna-se difícil de entender (acredita que Eu sei bem) por gostar mesmo muito de ti...necessito de não intervir no Mundo supostamente "Real"...(por enquanto) deves de me compreender "ouvindo" a minha voz nas Ruas há tanto Tempo...
Peço desculpa, mas quem sabe um dia...consiga não ter “medo” de escrever e faze-lo da forma que mereces...Desculpa (espero que me entendas)
Um beijo

antonior disse...

Olá! :-)

Só hoje vi que estiveste no outro blog, específicamente a comentar o post da Laura Owens.

Fiquei....
bem que o que fica por dizer, fale mais do que se fosse dito...

Concordo totalmente com o que diz a amiga Girassol: Este calor humano todo no teu blog é fantástico. Parabéns! Deves estar orgulhosa!

:-) :-) :-) :-) :-) :-)

Eli disse...

Sim, estou muito orgulhosa de todos vós que deixam a vossa marca no meu espaço e que o aquecem com as vossas palavras.
São pedaços de felicidade!
Obrigada!
:)

antonior disse...

Venho de papo cheio! :-) :-)

Sobretudo, de Alma cheia, pelo teu segundo comentário. :-) :-)

Quanto à leitura transversal (quase sempre dá erro, mas aqui não tem importância, nas coisas mais sérias da vida é que é o diabo!) e deixares passar o comentário, nem há nada para desculpar, quanto mais vires a tempo.... repara que quando aludi a isso ontem, foi mesmo a brincar contigo. É verdade que já vais conhecendo as minhas reacções, mas ainda há uma coisa para acrescentares. Eu sei distinguir as situações. Percebo quando as coisas são feitas num alegre saltitar,à velocidade do "Speedy Gonzalez" ou quando estão com intenção de provocarem um efeito...

:-) :-) :-) :-) :-) :-) T......

Simbelmyne disse...

Foto linda e poema ainda melhor :)

Astronauta disse...

Um olhar triste que se me alonga no horizonte, mas al qual soubeste dar-lhe um brilho!
Obrigado...traduz tudo...