Agora nem nómada, nem emigrante.


sábado, agosto 19, 2006

... We?



Em cada palma a saudade

Em cada passo, poesia, sou.

Lembras-te do que trazia em cada mão?!

Naquele sonho que te decepcionou?!

.

Será o vermelho que não viste?

Será que não sabes a cor da paixão

Da qual fugiste...

.

Observas as cartas que não recebi,

Resgatas-me por segundos,

Para depois me deixares novamente...

Regressarás à intersecção dos nossos mundos?!

.

Vejo-te por aí

Onde o teu olhar

Não me pode alcançar...

.

Ou terás coragem de lutar todos os dias

Pela imagem do meu sorriso

Pelo som da minha voz

Por mim...

.

Existem muitas lágrimas por enxugar

E tu não sabias, mas eu ainda estou aqui...

Até quando não sei...

Entoarás o poema que nos fará dançar?!

.

Eli

:)

.

P.S. Foto de Eli, tirada hoje, aqui...

30 comentários:

Nelsinho disse...

Adorei, Elinda, tanto a anterior como esta!!

Bjs

Nelsinho

Lu disse...

Na verdade amar de AMAR só acontece uma vez. Quem encontrou o Amor dificilmente ou mesmo nunca voltará a senti-lo, pelo menos da mesma forma.
Quando por qualquer motivo somos impedidos de viver essa felicidade há muito em nós que se desmorona. Mas muitos são aqueles que superam e se tornam pessoas que emanam felicidade porque depositam em tudo o que fazem um pouco do seu amor.

Luigi disse...

Será que se pensou que o vermelho era significado de sangue? Seria um tremedo equívoco.
Trata de enxugar as lágrimas em busca de porto seguro

A imagem transmite uma beleza sombria baci per te

filos disse...

Quem não te luta e corre para te abraçar, talvez não mereça o teu abraço...

GNM disse...

"Vejo-te por aí

Onde o teu olhar

Não me pode alcançar..."

Eli disse...

Obrigada por todos os comentários!

Gostava de saber quem assinou como Lu! Será possível?!

:)

little_blue_sheep disse...

:D
lindo
*

Luigi disse...

Respondendo à tua pergunta: não fui eu
:)
baci

Kristal disse...

Eli, que foto maravilosa ! Você mora aí ?
Quero lhe agradecer a gentil visita e pedir para que venha outras vezes !
Será muito bem-vinda !

Eli disse...

Moro por AQUI...

:)

Marco Magalhães disse...

Isso agora...
Inspiração é o que também não falta neste cantinho.
Beijos

.*.Magia.*. disse...

Olá Eli!

Quando o "We" se divide e se torna em "Me" e em "You" a lingua que as bocas falam é a saudade.
O idioma é um sorriso por todos os bons momentos!

A tradução?

É Amor :)

Beijos Mágicos linda...

GK disse...

Lindo. O desespero de amar... Muito bonito...

Bj.

Estranha pessoa esta disse...

Gostei muito das tuas linhas...

Uma boa semana para ti.

:)

Mendes Ferreira disse...

bom dia Eli.....estou muito muito longe mas resolvi passar ler divagar encantar-me.



obrigada.


P.S. se falar com a Blue Note diga-lhe que continuo a ser "dela" como antes....e que em Outubro regresso.


beijo.

Clife disse...

Isso é que é um tal disparar!

Clicks claro lol =P *

Apeles_E disse...

eu achei este mesmo especial.

lu disse...

lu não é ninguém em especial, é só um simples desabafo. Para quem já amou nunca ficará a mágoa mas sim a recordação dos bons momentos. E a capacidade de amar não se perde, está sempre em nós. Só assim é possível ser feliz!

Eli disse...

Lu: achei lindo o que escreveste aqui e concordo com a capacidade de amar inerente em nós! Gostava que aparecesses sempre e que me dissesses o que pensas assim como tens feito!
Obrigada!

:)

JSilvio disse...

Uma beijoka pa ti =)*

Cacau disse...

Aqui estou eu...este poema....:)


Obrigada pelo teu comentário, mas tive pena de não ter lido o que apagaste.

beijo

Ana P. disse...

Tu escreves com o encanto de quem sente intensamente. Adorei.

Beijinhos

André Ferreira disse...

Não há blog mais dificil de comentar do que este! Perco o rasto das minhas palavras e muitas vezes redescubro-as aqui. Não sei como é ler e ficar com a boca seca! Qual a explicação para uma reacção dessas?
Beijos

butterfly disse...

Somente quem tem coragem para lutar pelo teu sorriso,merece esse sorriso...
Continua ai enquanto puderes...somente enquanto ainda puderes esperar...não mais...não derrames odas as lágrimas...deixa sempre algumas por derramar...

Muito linda a foto!!
Beijinhos!!

mixtu disse...

esperança... a busca de ser feliz... o esperar... o encontro ou o reencontro... saber o que se tem... não saber da disponibilidade do outro...
a espera...

muito bonito, nunca te disse... gosto das tuas palavras, é possível gostar de alguém pelas palavras?

Klatuu o embuçado disse...

Fixe, o poema.

Salvador disse...

Fan tas ti co

bjs

Daniel Aladiah disse...

Querida Eli
Atravessada no romance, que a vida parece mostrar-te em jogos de luz e sombra...
Um beijo
Daniel

Rita disse...

Ai Eli, às vezes nem sei se sabe melhor a angústia desses namoros por olhares e sinais, ou a doçura do que já se conquistou;) Poema lindo, fez-me lembrar momentos muito mágicos. Um abraço:)

antonior disse...

Olá, Eli!

Com a música do poema certo, dança-se no espaço, flutuando....

:-)