Agora nem nómada, nem emigrante.


quinta-feira, setembro 21, 2006

A Espera


Um fechar de olhos penetrante. Um lugar, onde só toca a alma de quem ama. Um todo e um completar de beleza e de inspiração que baila a cada nome, pronome, verbo, adjectivo, suspiro, silêncio...
Shiu!... E as palavras flutuam sem voz na mente sentindo poderes sobrenaturais, flutuando sozinhas e com vida própria. Silêncio. Queda. E continuação. Mãos. O calor consome o frio. O cobertor envolve os segredos. Os poros abrem-se à exaltação dos sentidos.
Estro. Consagração. Concretização.
A espera não me leva à janela, nem me traz ansiedades desmedidas e incontroladas. A espera sabe-me a satisfação.

:)(:

Eli

P.S. Foto de Eli.

20 comentários:

Dr. WhoAmI disse...

.

Do you need some humor in
your life??? Well this funny guy
I know has a great blog (like
yours) with really really corny
humor and...

Go Here


Great Thought, Riddles, Videos
& Award Winning University Humor
w/o commercial advertisements...

He even updates his blog daily!!!

*******************************

A Sample:


Seen in a cafeteria :

Shoes are required to eat
in the cafeteria. Socks can
eat any place they want.



A shrimp sole my girl; I lobster
and haven't flounder!



A note left for a pianist from
his wife: Gone Chopin, have
Liszt, Bach in a Minuet.

*******************************

There is a time for everything,
a season for every activity
under heaven. A time to be
born and a time to die. A
time to plant and a time to
harvest. A time to kill and
a time to heal. A time to
tear down and a time to
rebuild. A time to cry and
a time to laugh. A time to
grieve and a time to dance.
A time to scatter stones
and a time to gather stones.
A time to embrace and a
time to turn away....

Salvador disse...

E quem espera sempre alcança


Lindo...

bjs

Daniel Aladiah disse...

Querida Eli
Palavras soltas para norte e sul... e tu, no centro, esperas e sabe-te a satisfação... deambulas e o caminho está à tua frente. Não temas...
Um beijo
Daniel

.*.Magia.*. disse...

Espera com travo a satisfação pode-se comer ás colheres...nunca se desespera ;)

Beijo Mágico para ti!

Marcelo disse...

Já cá não vinha há algum tempo e por isso peço desculpa. De resto gostei muito, parabéns :)

Ana P. disse...

"Um lugar, onde só toca a alma de quem ama."

Nada mais tenho a dizer....

Beijo

filos disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
filos disse...

quem espera sempre alcança, já diz o saber popular... agora tu vais alcançando pouco a pouco o dia que se aproxima cada vez mais...

Kalinka disse...

ELI, minha querida

MUITO LINDO este seu texto.
Penetrante...
Belo, cheio de inspiração.
Nome, pronome;
verbo, adjectivo;
suspiro, silêncio;
palavras flutuam...
Um lugar, onde só toca a alma de quem ama.
Mãos. O calor consome o frio. Concretização.
A espera sabe-me a satisfação.

PARABÉNS.
Bom fim de semana.

xano disse...

E enquanto se espera, esticamos os braços á procura de um corpo, que mesmo nunca voltando, estará sempre abraçado a nós...

gostei muito, Eli...

xano

Luzbel Guerrero disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Luzbel Guerrero disse...

É uma grande alegria lhe encontrar, para encher o grande buraco na poesiaque me deixou André Ferreira; bela peça cara Eli. Acho que não há felicidade maior de namorar, as vezes, o seu próprio. Sim, sei que não deviria usar "próprio", mais tinha um amigo que fazia isso. Boa noite.

Clife disse...

não consigo dizer nada, meu sorriso diz tudo (:

Nelsinho disse...

Oi Elinda!

Pé ante pé, vou voltando e me alegrando com o retorno...

Beijos

Nelsinho

mixtu disse...

peço desculpa pela espera... mas estava a chover e eu não tinha guarda-chuva...

yayayaya

beijos

Piolha electrica disse...

ai... k eu ando tão distante e tao ausente!!!!
mas prometo compensar!!! :)
***

relatosdeumruivo disse...

Um sorriso satisfeito por te voltar a ler...

:)

A.J.Faria disse...

Olá, Eli!
Saber esperar o momento certo, a altura ideal, é apanágio de grande sabedoria!
Bjs

Estranha pessoa esta disse...

idem idem aspas aspas aos visinhos de cima..

...
Esse teu sentir transborda a sabedoria. E tudo o que isso implica.
Um abraço grande

André Ferreira disse...

De olhos fechados vejo as palavras que flutuam organizarem-se: mas não têm vida própria: a poetisa dá--lhes a vida. Abrindo os olhos vejo o fluxo dessas palavras que de mim se aproximam e tocam.
Beijinhos