Agora nem nómada, nem emigrante.


sábado, outubro 07, 2006

...



(Imagem de Eli.)

41 comentários:

Anónimo disse...

Maravilha!!!
...e as reticências são fabulosas,sempre achei,sorri.
Um beijo
M

...Pedaços de Mim.. disse...

olá,espero que esteijas bem.eu vou indo..vim-me despedir de ti e de tdos os que me teem visitado.Vou deixar de escrever poesia,falar da minha pessoa"pedaços de mim"..e não pares de escrever nunca!.Aguardo os vossos comentários e assim me despeço com um"pedaço"de ternura para ti.(luis).

Clife disse...

Oh mon Diou! Ce magnifique!

Isso mesmo, esta foto nem precisa de palavras! Se tivesses uma galeria de fotos como naquele site onde tenho a minha, adicionava esta aos meus favoritos sem hesitar! =D

Quanto ao que ela transmite... isso agora... :hug:

Marcelo disse...

Foto magnífica, genial mesmo. Adorei. Os meus parabéns.

Anónimo disse...

Parece-me que transmite reticências, um impasse, talvez uma certa indecisão, um momento de introspecção e reflexão.
Ou a preparação para um merecido descanso depois de um dia repleto de luta.
Ou ainda o começo de um novo dia, quando a noite começou a despedir-se.
Ou nada terá a ver com nada disto, quem sabe??

Dani disse...

Fujo ou não fujo?

mixtu disse...

voa... pombinha..

beijos europeus e rubios

Nuno Costa disse...

É um pombo? lol

Bjinhos

Daniel Aladiah disse...

Querida Eli
Apesar de tudo, a liberdade...
Um beijo
Daniel

Piolha electrica disse...

LINDA!!! mesmo fantastica!!
***

.*.Magia.*. disse...

Compreendo o sentimento...

(silêncio)

Beijo para ti!

Miguel... disse...

as reticencias são uma importante parte de mim... Não sem bem porquê mas chegou a uma altura que me senti tomado de assalto por elas...

L disse...

então olha... SEXTA
vamos ao Teatro Viriato ver o Dimas? sim sim...
marca lá na agenda

Cristina disse...

Uma boa semana :)
beijinhu

MiguelGomes disse...

let it be...

Miguel

...Pedaços de Mim.. disse...

olá.sinto um aperto cá dentro do meu peito.decidi afastar-me por um tempo...assim que estiver melhor volto!.Obrigado pelas tuas palavras.os melhores cumprimentos do luis.

butterfly disse...

Bonita foto,sem dúvida...acho que nem sequer precisa de comentários...está tudo bem explicito na mensagem...
Continua com estas belas fotos... :)
Beijinhos para ti!!

Luigi disse...

...
será um cisne negro?
não me parece
...

baci

antonior disse...

pássaro em prisão voluntária ou na liberdade do recolhimento monástico?

:-)

Ana P. disse...

Gostei da foto...

António disse...

Olá!
Muito bonito, este contra-luz!
Obrigado pela visita.
Provavelmente o teu comentário não ficou gravado porque fizeste primeiro o "Preview" e te esqueceste de fazer o "Publish".
Isso já me aconteceu mais de uma vez.

Beijinhos

(consegues lembraste do que escreveste no "comment"?)

Santinha disse...

Como eu me sinro como essa pomba.....
Mas ela ainda tem uma coisa que eu não possuo......asas!!!
Para poder voar....

Joaquim Amândio Santos disse...

as grilhetas rendem-se à evidência da derrota:

estão hirtas,
sem voto de movimento.
no lado de cá. seco.
bem longe de todo o universo
onde as asas vão soar!

e voa a música,
feita linguagem de um poema.

Betty Branco Martins disse...

Querida Eli

A imagem - é linda
E as interpretações que ela inspira, diria - infinitas

Beijinhos

António disse...

Olá!
Pois...
Se os amantes (no sentido mais visceral) não confiassem nos outros nunca estabeleceriam uma ligação tipo casamento quando eles se separam do(a) traído(a).
E isso acontece tanto...e costuma resultar mais do que o 1º casamento.
Já tinhas reparado?
Porquê?
Talvez porque as pessoas já estão, normalmente, mais maduras e tem grandes cumplicidades.
Enfim...foi um contra-comentário um tanto improvisado.
Mas eu não sou psicólogo!

Beijinhos

Cristina disse...

Olá Eli
Passei para te desejar um bom fim de semana,
beijinhu meu
:)

Um outro olhar disse...

bonita a foto

gostei

:)

girassol disse...

... deverias deixar voar a gaivota... e TU.

Bj

Dive disse...

Sem palavras... :)

mixtu disse...

alma... isso agora... :)
yayayay

besitos europeus

Eli disse...

O sentimento de quem olha pela janela e as grades não são suficientemente apertadas para impedir a partida, mas não se parte.

A solidão, apesar de não estar sozinha (vê-se outra ave - pomba - na penumbra).

Ter asas e não voar.

O escuro de quem está dentro de um lugar e não sabe que lá fora o Sol está azul... apenas limita-se a espreitar por alguns segundos...

A monotonia.
A comodidade...

...no castelo.

:)

João Mãos de Tesoura disse...

Lembraste-me um filme de Hitchcock!
Bom domingo!


P.S. Linkei-te

Velutha disse...

Não gosto do azul do céu aos quadradinhos. Voa amiga, solta essas asas!
Beijinhos

almaqueabsorveaslagrimas disse...

estou sem palavras.. está optima a foto :D
Muito bem.

beijo***

:LmS: disse...

Ainda que a escolha seja difícil, não hesitaria. O inesperado desconhecido sempre é preferível a uma permanência onde já nada ou pouco se obtém do nada ou de alguém.
Gostei.
Bons voos!

Miguel disse...

Bate asas e voa...

Salvador disse...

Uma prisão na natureza

bjs

Nelsinho disse...

Reticências...Reminiscências...

A pomba estava no lugar certo!

Bjs

Nelsinho

António disse...

Olá!
Não esperava qualquer resposta.
Mas estás no teu direito de responder, se o quiseres fazer.

Beijinhos

António disse...

Olá!
Acredito que quem trai uma vez pode ser fiel, depois.
Quer com a mesma pessoa quer com outra.
Mas não tenho provas disso, porque ninguém anda a dizer que foi infiel...
Pelo contrário há muita gente que se diz fiel e não o é.
Nem queiras saber quantos!!!!
ah ah ah

Beijinhos

Pedro Duarte disse...

Muito boa !

Podia ser visto como a imperfeição da geometria e a aparente perfeição da vida.