Agora nem nómada, nem emigrante.


sexta-feira, novembro 27, 2009

Aquele chover


Deixa-me chover um pouco. As pedras do alcatrão absorvem-me a ternura e as mãos. Não sei lidar. O mistério consome-me. A respiração perde-se. A vontade de enfrentar o sono desvaneceu-se. A tristeza mostra-me as suas garras. Aqueles pingos não são mais silenciosos. As letras amontoam-se e as ideias transtornam-se. Não é solidão. Não é depressão. Quero um poema e uma fada. Quero percorrer os olhos da poesia lida em voz alta, o olhar pela madrugada do amor.

Eli

8 comentários:

Natália Augusto disse...

Ó Eli queremos sempre tanto e o impossível! Não obstante as palavras tornam esse impossível possível. Os nossos desejos são sempre desejos de amor... nem que seja pela poesia única e simplesmente.
Não seria capaz de dizer tão bem a fome que tens de tudo.

Beijos

Anónimo disse...

Ele,o Amor, chega quando tiver que chegar e não se deixa ''subornar'' pela nossa ânsia de o reencontrar o mais breve possível.
Enquanto esperamos um dia incerto, sem data marcada,um dia em que ele nos bata à porta e nos invada o coração, é natural que o desejo de amar e de ser amado se intensifique.
Espera! A poesia e as madrugadas têm encanto e aconchego para nos dar, ainda que não haja um amor.
:))

em_segredo

ZezinhoMota disse...

O amor mexe com os meus sentimentos e por isso que adorei encontrar-te.

Bom fim de semana.

Saudações poéticas.

ZezinhoMota

(A Poesia do Zezinho - http://zezinhomota.blogspot.com)

Eli disse...

Natália Augusto

Se o quero, é porque não o considero impossível. Haverá algo impossível de ser sonhado?!

:)

Eli disse...

em_segredo

Qualquer dia podes criar um blogue só com os comentários que me fazes aqui!

Gostei muito. Obrigada.

:)

Eli disse...

ZezinhoMota

Obrigada. Ainda bem que o referiste, senã nunca chegava a saber. Saudações idênticas!

:)

Daniel Silva (Lobinho) disse...

Meu Deus, curvo-me perante este sublime e impressivo pedaço de ti.

SUBLIME. ARREPIANTE. BELO. SOBRETUDO BELO.

Eli disse...

Daniel Silva

Muito, mas mesmo muito obrigada!

:)