Agora nem nómada, nem emigrante.


quarta-feira, novembro 18, 2009

Inspirando...


Imagem de Eli...



Fotografas-me nos passeios de encantar
Numa cidade banhada pelos braços
Ternunerento testemunho temível mar

Os dedos entrelaçam-se nos sonhos perdidos
Os momentos fogem-me... escassos
À tua voz, ao teu cheiro, a ti rendidos

Eli

:)

17 comentários:

Gonçalo disse...

O nosso mundo começa dentro da nossa porta!

:)

Professorinha disse...

Sonhos desses deviam acontecer todos os dias...

Márcia disse...

É sempre bom sonhar, o sonho comanda a vida.
A imagem é linda...

Beijinhos

Anónimo disse...

Há momentos que nos fogem, mas também há vezes em que fugimos nós dos momentos.
:-)

em_segredo

Gonçalo disse...

A imagem é lindíssima e marca a partida de relações confirmadas!

:)

Gingerbread Girl disse...

É sempre boa a sensação de sermos banhados por braços. :)

*

mixtu disse...

fotografia

cidade de rios e mares...

desejos

dedos...

corpos

sentires?

abrazo serrano y europeo

Brown Eyes disse...

Quem não desejaria ser fotografado numa cidade de encantar, caminhar de mãos dadas? Claro que o tempo seria sempre pouco

Brown Eyes disse...

Quem não desejaria ser fotografado numa cidade de encantar, caminhar de mãos dadas? Claro que o tempo seria sempre pouco

Eli disse...

Gonçalo

Haverá uma "nossa" porta?!

:P

Eli disse...

Professorinha

Sonhar é tão fácil!

:)

Eli disse...

Márcia

Obrigada... afinal aquela imagem faz parte de mim... e, de alguma forma, o reforço positivo enaltece-me!

:)

Eli disse...

em_segredo

Fugir de mim mesma, encontrar refúgios cá dentro, nunca me perdendo de mim.

:)

Eli disse...

Gonçalo

Porquê?

:)

Eli disse...

Gingerbread Girl

Tremendamente bom quando ambos os braços de ambas as partes se querem abraçar!

:)

Eli disse...

mixtu

Mãos

Desprotegidas

Temidas

Fugidias

Escorregadias

:)

Eli disse...

Brown Eyes

Eu "obrigo-me" a aproveitar o tempo, pois ele é só meu. Vendo parte dele, mas nunca deixa de ser meu!

:)