Agora nem nómada, nem emigrante.


domingo, novembro 22, 2009

Prato



Abandono um número considerável de ideias sobre gozar o sol. Encontro-me preenchida com aquilo que não se explica. Há pedaços de mim ávidos por gargalhadas incógnitas. Os músculos bebem aquelas ideias e não tenho mais palavras para gritar. Não me repitam balanços, não me obriguem à paixão, não me toquem com ausência. A indiferença cola-se ao frio numa dança sem fim. Olho a imensidão da beleza que não apresento e... sei que não é fácil. Mais uma vez...

Eli

:)

20 comentários:

Daniel Silva (Lobinho) disse...

"não me toquem com ausência"

Este podia ser o meu mote. Ausência no sentido lacto do termo, ausência também quando nao tocam na alma ou o fazem de raspão...

Mas, querida amiga Eli, hoje venho aqui para agradecer de forma particular, a pessoa que foste, que és, que se entrevê, e que, com essa disponibilidade e abertura, levas outros a sentirem-se filhos do Universo e nao apenas pessoas individuais temporariamente ligadas.

Obrigado, pois, pelos meomentos de carinho e espontaneidade com que abriste o coraçao num jantar de convivas que foram mais do que isso, porque tentando chegar mais longe. E desculpa se te fiz andar muito com a Flávia e o Gonçalo, mas acredita que estava mais preocupado com a Flávia que tanto queria ir ao Armazém, sendo que está a um ou dois dias de ir embora.

Eli disse...

Daniel

Obrigada por este enorme reforço. Nem sempre as piadas nos salvam, mas ajudam-nos na maioria das vezes. Escrever com o coração e agradeço-te muito por vires aqui frisar parte da minha personalidade. Só o reconheceste porque conseguiste ver-me como sou e só uma alma positiva reconhece a outra e enaltece-a não deitando abaixo o que tem de bom.

Gostei imenso de ... tudo. Sabes porquê, não sabes?!

:)

tb disse...

Há ausências que matam... outras que apenas gritam!
Não devemos querer ficar do lado de lá, pois mais difícil será chegar ao lado e cá.
Obrigada pelas palavras lá no linhas.
:)*

Eli disse...

tb

Não sei bem se devemos até saber onde devemos ou não estar...

:)

Anónimo disse...

Desculpa-me a falta de perspicácia e de capacidade de ler as entrelinhas, mas...
Porquê prato como titulo de um post que fala de tudo menos de comida ?
Ficou-me essa curiosidade :P
:))

em_segredo

Eli disse...

em_segredo

Por que é que não tentas adivinhar e dás largas à imaginação para eu responder "sim" ou "não"?!

:P

Daniel Silva (Lobinho) disse...

Deixaste no meu blog um "comentário" perguntando o que se tinha passado que o nao vias lá... Não sei. Nao tenho a moderação de comentários activa por isso alguma falha foi... Porque nao simplessmente reescreveres o que tinhas primeiramente escrito, fosse o que fosse?

Entretanto, reitero aqui o que disse no meu primeiro comentário, e fico "feliz" por teres lido o meu comentário como um "reforço". Mas sim, conheci-te um pouco mais e isso bastou-me... para, como sempre, ser sincero.

beijinhos amigos

Eli disse...

Daniel

Tudo o que escrevo sai-me dos dedos... por isso já não me lembro do que escrevi. Sei que escrevi e que regressei lá para ver se tinhas respondido. Como não o encontrei, resolvi dizer-te. Nada mais. Só queria que soubesses que algures se perderam umas palavras que escrevi para ti.

(...)

:)

Marco Rebelo disse...

Obrigado pelo teu coment :)
se te chamas ELI..nao tou a ver bem os nomes q te chamam nesse mails q te enviam...

kiss kiss

Professorinha disse...

Adorei este teu texto.. caiu-me que nem ginjas hoje...

Daniel Aladiah disse...

Querida Eli
Ora aqui está um registo, de que gosto, e que fez furor na minha escrita há uns anitos :)
Sempre a surpreender...
Um beijo
Daniel

Eli disse...

Marco Rebelo

Nem percas tempo a imaginar!

lol

Eli disse...

Professorinha

Há palavras que leio no teu espaço que preferia que não me caíssem tão "luva"!

Já ouviste falar do filme da saia?!

Eli disse...

Daniel Aladiah

Porquê?

:)

Shakti disse...

Belo texto !!!
Gostei de aqui estar...

bj

Rafeiro Perfumado disse...

"Numa dança sem fim". Põe-se a ver os anúncios do coelhinho Duracell e depois dá nisto!

Beijoca!

Gravepisser disse...

Adorei o texto.

Sempre agradável, encontrar destas (boas) surpresas, num mundo (blogosfera) cada vez mais insosso e poluído...

Voltarei em breve, com mais tempo, para "vermelhor". ;)

Um beijo

Eli disse...

Shakti

Obrigada!

Volta sempre!

:)

Eli disse...

Rafeiro Perfumado

E não gozares com o título já foi muito bom!

:)

Eli disse...

Gravepisser

Muito obrigada! Espero que vejas com atenção e que retires as tuas ilações. Se possível, comunica-as.

:)