Agora nem nómada, nem emigrante.


sábado, setembro 03, 2011

Luz



Às vezes sinto-me assim. Como se fosse uma estrela cheia de luz que teima em ultrapassar todos os obstáculos, dissipar cada nuvem que acontece na minha vida, para depois poder vislumbrar o mar e sentir uma paz acordada com felicidade interior.

:)

5 comentários:

Pedro Gaivota disse...

E se tu fores estrela, eu não me importo de ser um dos camelos que te seguem...Todos juntos faremos o Natal acontecer...

mfc disse...

Procura sorrir sempre!!
Sempre te disse que esse sorriso te ficava a matar!

Ahhh e obrigado por me teres feito sorrir muito com a edição da foto.
Beijinhos.

Eli disse...

Pedro Gaivota

O que eu gostei desse comentário hilariante!... Obrigada.

:)


mfc

Ainda não sabia se ias gostar, mas calculei que sim. Que bom, obrigada por dizeres aquilo/isso do sorriso.


:))

Mikhael disse...

E se não és uma estrela de luz, és o quê afinal?

Eli disse...

Mikhael

Uma mulher.

(?)

:)